A próxima semana promete muito frio espalhado pelo Brasil. A previsão do tempo indica possíveis ocorrências de geada e neve. Uma massa de ar frio que chega ao Sul do país no domingo (15), e já avança na segunda-feira (16) pelo Sudeste e Centro-oeste, vai causar mais uma queda acentuada das temperaturas, aponta o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

“Vai ser uma semana com muita umidade, chuva e frio. Com amplitude baixa, teremos madrugadas, manhãs e dias muito gelados”, afirma Marco Antonio dos Santos, agrometeorologista da Rural Clima.

Essa frente fria deve chegar até o norte de Goiás, norte de Minas Gerais e os estados de Rondônia e o Acre. “Isso é algo incomum. Maio não é um mês tão frio assim, muito menos com características de geadas”, diz Santos. Por outro lado, o especialista ressalta que é “extremamente prematuro” afirmar que as geadas deste ano serão tão severas quanto as de 2021.

De acordo com o Inmet, as temperaturas poderão cair em torno de 10°C, especialmente na Região Sul e no sul das regiões Centro-Oeste e Sudeste. Isso significa a queda entre a temperatura mínima de um dia comparada à temperatura mínima do dia anterior.

Com isso, as condições são favoráveis à ocorrência de geada nos estados do Sul, e em pontos do sul de Mato Grosso do Sul e da Região Sudeste, entre os dias 17 e 23 de maio, o que liga o estado de alerta aos produtores. Além disso, “há uma pequena possibilidade de ocorrência de neve nas serras Gaúcha e Catarinense entre a noite de segunda-feira, dia 16, e madrugada de terça-feira, dia 17”, informa o boletim.

Além do frio, tem chuva
Já no sábado (14), há previsões de chuvas gerais em todo centro-sul do Brasil. Na segunda-feira (16), São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e algumas áreas do Mato Grosso também terão precipitações, conforme um centro de alta pressão avança pelo Oceano Atlântico, aponta Santos. “Essa frente deve avançar e levar chuvas para o interior do Nordeste e ao Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) no começo da semana”.

Vendavais podem causar transtornos no RS
Com a formação de um novo ciclone extratropical na terça-feira (17), próximo à costa da Região Sul, o Rio Grande do Sul está em alerta para possíveis transtornos causados pelas chuvas fortes e rajadas de vento, que podem ultrapassar 100 km/h, alerta a Climatempo.

De acordo com o boletim, “o risco maior para vendaval está previsto na faixa leste e extremo sul do Rio Grande do Sul. No litoral, desde Chuí até Torres e também no extremo sul, a previsão é de ventos de 100 a 115 km/h. Na região metropolitana de Porto Alegre e na Serra Gaúcha, ventos em torno dos 90 km/h”. As condições extremas elevam o risco de queda de árvores, de energia, detalhamento, paralisia de travessia, das balsas e das atividades portuárias.

Anúncio Patrocinado
FONTEPortal da Revista Globo Rural
Artigo anteriorFim de semana terá Lua de Sangue “triplamente especial”
Próximo artigoSantuário da Diocese de Erexim anuncia celebrações especiais das aparições de Maria em Fátima