Aviões partem nesta quarta-feira para buscar brasileiros em Wuhan, epicentro do surto de coronavírus

153

Dois aviões partirão do Brasil nesta quarta-feira (5) para buscar os brasileiros e familiares que estão presos em quarentena em Wuhan, cidade chinesa que é o epicentro do surto de coronavírus. O grupo deve desembarcar no sábado (8).

Serão usadas duas aeronaves Embraer 190, com até 40 lugares cada, de propriedade da Presidência da República. A decisão de usar os aviões, que são reservas do Airbus do presidente, se deu a fim de evitar barreiras de licitações e custos.

Diferentemente dos aviões Embraer 190 de voos comerciais, que têm capacidade para 100 passageiros, os modelos presidenciais, adquiridos pela Força Aérea Brasileira (FAB) em 2008, foram adaptados para receber autoridades e têm sua capacidade reduzida para 40 ocupantes.

Durante a viagem, serão feitas cinco escalas. As aeronaves sairão de Brasília (DF) e pararão em Fortaleza (CE), Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e Ürümqi (China), chegando, por fim, a Wuhan.

Em coletiva de imprensa, o Palácio do Planalto divulgou também onde as pessoas que querem sair da China passarão a quarentena de 18 dias: será na base militar de Anápolis (GO). São 29 pessoas, sendo sete crianças. Entre elas, há quatro chineses familiares de brasileiros. Além da tripulação e de militares, seis profissionais da área da saúde também acompanharão o grupo, para auxiliar no atendimento médico.

Em entrevista à Rádio Gaúcha na manhã desta terça-feira (4), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, já havia anunciado Anápolis como favorita para receber os viajantes, por estar mais próxima de hospitais das Forças Armadas, mas ainda não descartava que fosse usada uma base em Florianópolis (SC).

Todos as pessoas que estiverem no avião, incluindo tripulantes e militares que viajarem para buscar os brasileiros, permanecerão em Anápolis para fazer a quarentena.

— Todos passarão o carnaval em Anápolis — disse o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

Em sua conta no Twitter, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, escreveu frases tranquilizadoras para a população do Estado, onde fica Anápolis. Ele ressalta, por exemplo, que moradores do município não estarão em risco e que ninguém terá contato com as pessoas em quarentena.

O resgate acontece após apelo feito por brasileiros que moram em Wuhan, feito em vídeo publicado no Youtube. A carta aberta foi lida por crianças e adultos em um perfil denominado “brasileiros em Wuhan”, datada de 30 de janeiro e publicada neste domingo (2).