Bebês que recebem muito colo crescem mais saudáveis

Uma pesquisa do Departamento de Psicologia da Universidade de Notre Dame comprovou que, ao contrário do que muitos pais pensam, muito colo e carinho não torna o seu filho mimado e nem “estraga” sua educação. Além disso, o estudo descobriu que deixá-los chorar pode piorar seu desenvolvimento.

A pesquisa descobriu que demonstrar amor e afeto a um bebê choroso e angustiado é importante para seu desenvolvimento, pois é esse contato que estabelece as bases de um relacionamento forte.

O estudo foi conduzido pela professora Darcia Narvaez, juntamente com dois colegas Lijuan Wang e Ying Cheng. Mais de 600 adultos foram entrevistados sobre sua infância, levando em consideração fatores como toque afetuoso dos pais, brincadeiras livres e brincadeiras familiares.

Os resultados mostraram que os adultos que demonstraram melhor bem-estar mental e menos ansiedade tiveram uma experiência positiva na infância. Segundo Narvaez, na idade adulta, as pessoas que não foram bem cuidadas tendem a ter mais estresse reativo e também mais dificuldade de se acalmarem sozinhas.

“O que os pais fazem naqueles primeiros meses e anos afeta realmente a forma como o cérebro do bebê vai crescer o resto das suas vidas, então, muito colo, toque e embalo, é tudo que os bebês precisam”, afirma a pesquisadora.