BRF deve anunciar demissão de 2% dos trabalhadores da unidade da companhia em Concórdia; medida está sendo tomada em todo o Brasil

57

Conforme as informações divulgadas pela imprensa de Santa Catarina a unidade da BRF de Concórdia também terá impacto com a medida adotada pelo novo presidente global, Pedro Parente. A informação é de que cerca de 2% dos trabalhadores da unidade irão se demitidos após a empresa anunciar uma reformulação nos seus quadros.

A companhia pretende iniciar nas próximas horas o processo de demissão dos trabalhadores. O Sindicato dos Trabalhadores na Industria da Alimentação (SINTRIAL) teria, inclusive encaminhado um pedido para a BRF de Concórdia faça o desligamento de trabalhadores aposentados e funcionários que desejam sair.

Segundo os cálculos, as demissões devem atingir pelo menos 100 trabalhadores da BRF em um total de mais de 5 mil. A previsão é demitir outros 80 mil em plantas espalhadas pelo Brasil. Em Santa Catarina, a previsão é reduzir em 23 mil o número de trabalhadores.

Em Chapecó a demissão deverá atingir 300 funcionários e a empresa ainda estuda a possibilidade de suspender por seis meses o contrato de milhares de trabalhadores. As medidas estão sendo tomadas visando adequar a empresa ao novo momento. A companha ainda anuncia a venda de plantas fora do Brasil para “levantar” R$ 5 bilhões e reduzir o seu endividamento.