Corticoide de baixo custo salvou a vida de um terço de casos graves de coronavírus em estudo no Reino Unido

657

O Reino Unido começará a administrar imediatamente dexametasona aos pacientes com covid-19, anunciou nesta terça-feira o ministro da Saúde, Matt Hancock, depois que um estudo demonstrou que o corticoide salvou as vidas de um terço dos casos mais graves.

— Estamos trabalhando com o Serviço Nacional de Saúde para que o tratamento padrão contra a COVID-19 inclua a dexametasona a partir desta tarde — disse Hancock.

Os dados do estudo são de um ensaio clínico com 6 mil pacientes e conduzidos pela Universidade de Oxford em pessoas que necessitavam de ventilação pulmonar. Segundo a pesquisa, não foram encontrados benefícios para quem não precisou de respiradores.

— Dexametasona é a primeira droga a mostrar melhora nas chances de sobrevivência em covid-19 — disse Peter Horby, professor na Universidade de Oxford e um dos principais líderes do estudo, segundo o The New York Times. — O benefício é claro e largo naqueles pacientes doentes o suficiente para precisar de tratamento com oxigênio.