Dicas para mudar a cor do cabelo

2176

Se você ainda não decidiu com que cor vai transformar o seu visual, o primeiro passo é fazer uma avaliação com a ajuda de um profissional. “É sempre importante avaliar se o cabelo está saudável para passar pelo processo de coloração”, recomenda o cabeleireiro Gustavo Pozenato. Outra dica é ir atrás de referências do tom desejado e confiar nas indicações do seu cabeleireiro. “Se você estiver nesse caminho, a chance de obter sucesso beira os 95%”.

Para escurecer
Se o seu objetivo é chegar em uma tonalidade mais escura que o seu tom natural, a dica de Gustavo é começar com o castanho e, aos poucos, ir escurecendo até obter a cor desejada. “O castanho escuro tende a dar o mesmo efeito sem tantas dificuldades quanto o preto”, explica.

Antes de escurecer, no entanto, é importante ficar atenta a alguns cuidados, principalmente para poder mudar novamente o visual no futuro. “Do preto, se parte sempre para um tom mais claro. O cabelo que vem com essa carga de cor tende a ir, no máximo, até tons avermelhados”, diz. Ou seja: quanto mais escura for a coloração, mais tempo leva para clarear o cabelo depois.

Para clarear
Segundo Gustavo Pozenato, quem quiser obter tons mais claros precisa ter em mente que o processo é longo. “Como regra de segurança, é possível clarear, em alguns casos, até quatro tons do cabelo. Quem quiser ir além disso precisa usar um produto descolorante que, ao invés de depositar pigmento, retira”. Por isso, é preciso reforçar a hidratação e a reposição de nutrientes para evitar a quebra e o enfraquecimento dos cabelos.