Encerrada operação da PRF e ANTT no Alto Uruguai

1550

Encerrou-se nesta sexta-feira (08) uma operação conjunta de fiscalização entre a PRF e a ANTT, realizada na BR 153, entre Erechim e a divisa com Santa Catarina. A fiscalização teve início na terça-feira (05) e ocorreu em diversos pontos da rodovia federal e no Posto Fiscal do Estreito, onde contou com o apoio da Receita Estadual. O objetivo principal da ação foi fiscalizar as condições do transporte de passageiros e cargas.

Foram fiscalizados 453 veículos no período, sendo 10 deles recolhidos a depósito, 143 autuados por infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro e 55 multados por infringir a legislação que regulamenta o transporte de passageiros e cargas.

Foram também constatadas 53 infrações de transporte inadequado de produtos perigosos, que são aqueles que acarretam risco ao ser humano ou ao meio ambiente, como, por exemplo, as substâncias inflamáveis, tóxicas e explosivas. Acidentes com esse tipo de carga costumam ter graves consequências e, por isso, as multas a esse tipo de infração variam de R$ 400 a R$ 1 mil cada uma. As cargas ficaram retidas e só puderam prosseguir viagem após sanar as irregularidades constatadas.

Um total de 21 caminhões foram flagrados transitando com excesso de peso, conduta que, além de danificar o pavimento das rodovias, diminui a capacidade de frenagem dos veículos pesados e acarreta desgaste prematuro de sua suspensão e seu sistema de transmissão, possibilitando sua quebra repentina sobre a via. Foram mais de 31 mil quilos de carga excedente tirados de circulação.

Ainda, um condutor foi flagrado dirigindo com a habilitação suspensa, sendo multado no valor de R$ 957,70. Ele teve sua CNH recolhida e responderá por crime de trânsito perante à justiça e também a processo administrativo junto ao Detran, em que deve ter sua habilitação cassada.

Por fim, os policiais flagraram um veículo Fiat Palio, com placa de Barão de Cotegipe, transportando 100 pacotes de medicamentos sem nota fiscal e sem comprovação de origem. Ao avistar a viatura da PRF, o condutor ainda tentou retornar na rodovia, porém foi acompanhado e abordado. Os medicamentos irregulares foram apreendidos e o proprietário da carga responderá por crime tributário.