Governo do RS avalia se o retorno das aulas ocorrerá ao longo de maio ou junho

920

As aulas presenciais nas escolas da rede pública e privada não irão retornar no dia 4 de maio, quando vence o decreto estadual que determinou o fechamento das instituições de ensino em todo o Rio Grande do Sul. A data do retorno do calendário de ensino deverá ser divulgada até o final desta semana. “Ainda estamos definindo se o retorno das aulas se dará ao longo do mês de maio ou do mês de junho”, esclareceu o governador Eduardo Leite, em entrevista coletiva por videoconferência, nesta terça-feira.

Conforme o governador, o adiamento do retorno das atividades escolares ocorre para que o Estado tenha tempo de se organizar com os “protocolos de segurança”. “Nós estamos observando os protocolos que deverão ser atendidos para que os alunos possam retornar as aulas com segurança. E esses protocolos na educação poderão exigir, inclusive, compra de equipamentos, compra de materiais, que na rede pública, especialmente, podem demandar mais tempo de organização.”

O novo planejamento para o retorno das aulas, conforme Leite, levará em consideração as particularidades da rede pública e privado, assim como oferecer condições aos responsáveis dos estudantes que devem retornar em seguida aos seus emprego.