Mariano Moro comemora 52 anos de emancipação

231

O Município de Mariano Moro comemora no dia 22 de maio 52 anos de emancipação político-administrativa, mas sua história começou por volta de 1923 com a chegada dos primeiros colonizadores.

Nesse contexto os primeiros 30 anos do então Bom Retiro estiveram intimamente ligados à Erechim, mas foram anos dedicados a abrir espaço na mata para que a cidade surgisse e as pessoas pudessem ali viver formando então uma comunidade com igreja, escola, vendas, ferraria, etc..

De 1950 a 1966 os moradores começaram a tomar consciência de que poderiam organizar o lugar e dar novos destinos ao mesmo sem a intervenção de Erechim. A criação da cooperativa Mista Bom Retiro pelo Sr. Mariano Moro teve papel primordial nessa época e a luta pela emancipação culminou com a vitória do SIM no plesbicito que foi realizado.

Após a emancipação em 22 de maio de 1966, a década de 70, foi caracterizada pela organização político-administrativa do lugar, com eleições diretas para prefeito e vereadores e a estruturação física do novo município, com abertura de estradas, novas escolas, chegada da luz elétrica, etc..

A década de 80 foi mais pujante de nossa história. Tínhamos mais de 4.000 habitantes, uma grande produção agrícola, treze escolas municipais, três estaduais, repletas de alunos, comércio intenso, instalações de Agencias Bancárias, Emater, Correios, CRT, Corsan, CEEE, enfim, Mariano Moro progredia a passos largos!

Já a década de 90 foi marcada pelo grande impacto socioeconômico causado pela notícia da construção da Barragem de Itá-SC. Mariano Moro perdeu grande área territorial produtiva e também metade de sua população. Inevitavelmente o município estagnou e sofreu com essas perdas.

O ano de 2000 trouxe definitivamente a Barragem e o município percebeu que precisava reinventar-se dentro dessa nova realidade que se apresentava. Tanto no setor público quanto na iniciativa privada buscaram novas alternativas de fortalecimento. Era preciso investir na autoestima das pessoas, mostrar que Mariano Moro ainda oferecia qualidade de vida e futuro para os marianenses. A cidade se modernizou com novas construções, ruas foram asfaltadas, serviços públicos ampliados, o campo diversificou sua produção surgindo a fruticultura, a pecuária leiteira entre outras atividades.

Hoje, quase 20 anos após a instalação da Barragem podemos dizer que estamos caminhando firmes em busca de um futuro melhor para os marianenses. Os desafios são enormes, o maior deles é gerar emprego e renda para a população, mas as pessoas que aqui ficaram amam Mariano Moro e saberão, como souberam os primeiros colonizadores, derrubar essas novas dificuldades e fazer Mariano Moro voltar a crescer.

Para comemorar toda essa história de luta e determinação na última sexta-feira, 11 de maio, aconteceu o Baile do Município com a Coroação da nova Corte Municipal/2018. Foram Coroadas a Rainha Hérica da Silva Lése, as Princesas Gabrieli Pinto e Raíssa Antonya Peruzin e as embaixatrizes: Giulia E. M. José Luiz e Maiara Candido de Oliveira.

O evento de coroação das soberanas abriu a Semana do Município que segue com a seguinte programação:
16/05 – Baile dos Idosos
17/05 – Dia da Saúde
18/05 – 19ª FESPEMM – Festa do Peixe de Mariano Moro
19 e 20/05 – Encerramento do Campeonato de Bochas

Mariano Moro!
Pequeno …
Sereno…
Especial…
Sem igual…
Meu lugar!
Meu lar!
Um pouquinho de mim…
Simples assim…
Um pouco de cada um…
Porque “juntos somos um”!
Parabéns Mariano Moro!

Texto escrito por: Ortenila F. Fabiane – Dirigente de Cultura