Membros da pastoral da saúde realizam retiro sobre a espiritualidade cristã

115

Mais de 100 integrantes da Pastoral da Saúde de diversas paróquias da Diocese de Erexim participaram de retiro, nesta terça-feira (24), no Salão de Eventos e no Santuário de Fátima, sob a orientação da Coordenadora regional desta pastoral, Ir. Elise Sehnen, de Porto Alegre, da Congregação das Irmãs da Divina Providência, que já foi superiora provincial da mesma e assessora do Setor de Animação Missionária da CNBB em Brasília.

Na abertura do retiro, Pe. Maicon Malacarne, Pároco da Paróquia N. Sra. Aparecida, Bairro Bela Vista de Erechim e Coordenador diocesano de pastoral, fez a apresentação de todos, agradeceu à coordenadora diocesana da Pastoral da Saúde, Maria Busatta, da Paróquia Santa Teresinha de Estação. Apresentou a orientadora do retiro e passou a palavra ao Administrador Diocesano, Pe. Antonio Valentini Neto.

O Administrador também fez seus agradecimentos aos que organizaram o evento e à orientadora Ir. Elise, com quem trabalhou na CNBB. Destacou a necessidade fundamental da oração na vida do cristão e que o retiro é oportunidade privilegiada de cultivá-la. Motivou a todos a vivê-lo no contexto das romarias em nossa região nestes dias, da vacância episcopal na Diocese, da recente assembleia diocesana da Ação Evangelizadora, que formulou o objetivo e horizontes de ação para os próximos 4 anos. Frisou a necessidade de se ter sempre presente estes encaminhamentos. Citou o objetivo do novo Plano, sugerindo que se o memorize: Evangelizar, a partir da escuta e da vivência da Palavra de Deus, alimentados pela Eucaristia, fortalecendo uma Igreja diocesana de comunhão e participação, rumo à plenitude.

Em suas reflexões, Ir. Elise destacou a importância, a necessidade e as dimensões da espiritualidade. Por ela, alimenta-se a união com Deus, em seu Filho Jesus Cristo, pela ação do Espírito Santo. A espiritualidade nasce da realidade concreta da vida de cada pessoa, é iluminada pela Palavra de Deus e alimentada pelos sacramentos. Ela faz cultivar a relação filial com Deus, fraterna com os outros e cuidadora com a natureza. Por ela, vive-se a alegria verdadeira, supera-se as dificuldades e se caminha na esperança.
Na conclusão do retiro, Pe. Maicon presidiu missa no Santuário.