Ministro da Saúde: boa alimentação e atividades físicas são aliados contra a obesidade infantil

172

Você sabia que a mudança nos padrões alimentares é um dos principais fatores que gera o aumento da obesidade infantil? No Brasil, 13,2% das crianças entre 5 e 9 anos são obesas. São 2 milhões de pessoas, segundo o Ministério da Saúde.

Para se ter ideia da situação na América Latina, esse número varia de 18% a 36% entre as crianças de 5 a 11 anos, segundo dados da Organização Pan-Americana da Saúde.

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, um ponto importante é aliar uma boa alimentação às atividades físicas.

“Quando a gente dialoga sobre obesidade infantil, a gente dialoga sobre dois pilares: um da alimentação e outro da atividade física, o outro do combate ao tempo de tela das crianças, que no mundo inteiro que passaram a ficar mais reclusas, muito menos expostas aquelas atividades físicas da infância e da adolescência. Nós devemos também tocar e avançar muito na questão da atividade física na escola e no esporte comunitário”.

Com o crescimento econômico e aumento da população das cidades, o consumo de produtos processados subiu de forma considerável. Isso fez com que pratos tradicionais e alimentos naturais diminuíssem bastante. Por isso, estimule as crianças a comerem mais frutas e verduras.

Vamos prevenir a obesidade infantil. Acesse saude.gov.br/saudebrasil e saiba mais.