O que é alimentação saudável para você?

268

Hoje em dia ouvimos muito falar sobre alimentação saudável, cardápio fitness ou funcional, produtos integrais e diversas opções de receitas milagrosas. Mas o que isso tudo significa e quais os benefícios reais para a manutenção da saúde?

Aquele biscoito recheado ou coberto com chocolate, também a macarronada da nonna e o sanduichinho no meio da tarde podem e devem fazer parte da sua dieta! De acordo com Marcela Tardioli, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), uma refeição balanceada deve contemplar diferentes categorias de alimentos, sejam eles pães, frutas, saladas, carnes, leites, massas, grãos, entre outros. “Nesta composição entram todos os grupos de nutrientes, proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais, portanto, não podemos ‘vilanizar’ e excluir nenhum alimento específico”, explica.

Cada vez mais consumidores ao redor do mundo modificam seus hábitos nutricionais motivados por sensibilidades alimentares, alergias, desejo de se manter saudável ou convicções pessoais. Segundo o mais recente Estudo Global da Nielsen sobre “O que há em nossa comida e mente?”, de setembro de 2016, 66% dos brasileiros estão dispostos a pagar mais por alimentos e bebidas que não contém ingredientes indesejáveis.

Ainda de acordo com a pesquisa, a dieta baixa em gordura é a mais seguida pelos consumidores globais, principalmente na América Latina, região onde se evita em maior medida o seu consumo. Os brasileiros adotam principalmente uma alimentação com baixo teor de gordura (31%), uso consciente do açúcar (28%) e baixo teor de sódio (22%).

Mas a nutricionista explica que antes de iniciar qualquer regime alimentar, o ideal é procurar um especialista da área de saúde. “De toda forma, é essencial comer de forma equilibrada, que ajuda a manter a saúde, garantindo o bom funcionamento do corpo e alma, além de ser um dos fatores de prevenção para algumas doenças, como obesidade, doenças do coração, pressão alta, entre outras”, explica.