Obesidade masculina pode ser herdada por genética, segundo estudo

772

A obesidade masculina pode afetar espermatozóides e assim influenciar no peso dos filhos, segundo um estudo da Universidade de Copenhague, na Dinamarca. De acordo com os pesquisadores, os espermatozóides de homens magros e gordos têm marcadores genéticos diferentes. O estudo publicado na revista Cell Metabolism examinou seis homens obesos que passavam por procedimentos necessários para a cirurgia de redução de peso. Os cientistas recolheram o material dos pacientes uma semana antes e outro um ano depois do procedimento. Segundo os pesquisadores, ainda é necessária uma conclusão cientifica para descobrir de que forma essa diferença entre os genes afetam o espermatozóide. Porém, já está registrado que as alterações nos espermatozóides estão relacionadas aos genes conhecidos por controlarem o apetite e por regularem o desenvolvimento do cérebro. O estudo, que durou cinco anos, também comparou 13 homens magros, com menos de 30 anos, e 10 homens obesos.