Padre celebra jubileu de prata em Erechim

363

Na noite desta sexta-feira (2) a sede da Paróquia São Cristóvao, em Erechim, lotou para celebração do jubileu de prata presbiteral do padre Maximino Tiburski. O bispo diocesano Dom José Gislon, presidiu a missa prestigiada por diversos padres, diáconos, ministras,  amigos e familiares, além de membros da comunidade.

No início de sua homilia, Dom José fez menção especial ao 22º Dia Mundial da Vida Consagrada, nessa data, pedindo uma salva de palmas às religiosas presentes. Caracterizou o sacerdote como discípulo de Cristo, que por vocação e consagração assume o ministério e a missão de seguir e testemunhar a fé em Jesus. Após a homilia, Dom José convidou o padre Maximino a renovar os compromissos presbiterais assumidos há 25 anos.

No final da celebração, houve algumas manifestações. Albino Gomes, pela Paróquia São Cristóvão, gradeceu a presença e a atuação do padre  Maximino nos oito anos em que esteve na paróquia, desejando frutuoso ministério na Paróquia Santa Teresinha de Estação, na qual passará a ser vigário paroquial. Enalteceu o trabalho desenvolvido e lhe assegurou que os paroquianos lhe querem muito bem.

A sobrinha Rosilene Tiburski Scopel, falou em nome da família. Mencionou a caminhada do padre. Maximino, sua presença na família, para a qual é uma luz que divide com outras famílias e comunidades. Observou que a presença dos familiares e o que lhe querem dizer nesta data é apenas um sinal do muito que lhe devem. Convidou alguns deles a entregar algumas lembranças ao padre homenageado.

O padre Cleocir Bonetti, falou em nome dos padres da diocese. Citou o Papa Francisco, para quem todos estão a caminho, andando ora mais depressa, ora mais de vagar, ora caindo, mas que o importante é permanecer no caminho. Padre Maximino permanece no caminho e, para os colegas, é um padre simples, humilde, sensível, com carinho particular pelos doentes”, recordou.

Por fim, falou padre Maximino, além de expressar agradecimentos a Deus e a muitas pessoas, testemunhou sentir-se muito, muito feliz pela caminhada junto ao povo e que valeu a pena ter assumido o dom e o ministério ordenado como padre. Com a humildade que o caracteriza, reconheceu falhas para a quais conta com a misericórdia de Deus e a compaixão dos irmãos e assegurou plena disposição de continuar no meio de todos como aquele que serve.

Antes da bênção conclusiva, Dom José convidou o padre Maximino a ir com ele até junto de sua veneranda mãe e pediu a todos a oração da Ave Maria pelas vocações. Convidou Dom Girônimo e todos os padres a acompanhá-lo na bênção final para todos os participantes da celebração.

Sobre o padre homenageado

Maximino Tiburski nasceu no dia 1ºde janeiro de 1963 na cidade de Planalto. É o quinto dos 9 filhos de Constante Tiburski (falecido) e de Carolina Wisnieski Tiburski (88). Fez da primeira a quarta série, antigo primário, na Escola de Primeiro Grau Incompleto Miguel Wawruk, interior de Barão de Cotegipe. Cursou da 5ª a 8ª série antigo ginásio no Seminário Nossa Senhora de Fátima, em Erechim. Fez a primeira e a segunda série do colegial no Seminário Nossa Senhora de Fátima e o 3º ano no Colégio Piratini, em Porto Alegre. Cursou Filosofia no Seminário Maior de Viamão de 1986 a 1988 e Teologia no Instituto de Teologia e Pastoral – Itepa de 1989 a 1992. Foi ordenado padre no dia 31 de dezembro de 1992 na igreja Nossa Senhora do Rosário de Barão de Cotegipe.

Como padre foi vigário Paroquial da Catedral São José – Erechim em 1993 e 1994; pároco da Barra do Rio Azul (1995 a 1997); pároco da Paróquia São Roque de Benjamim Constant (1998 e 1999); vigário Paroquial das Paróquias de Três Arroios e Sede Dourado de janeiro a agosto de 2000; pároco da Paróquia São Pedro – Sede Dourado (2000 a 2004); pároco da Paróquia Nossa Senhora. do Rosário de Barão de Cotegipe (2005 a 2007). Durante o período de março/2003 a março/2007 foi representante dos presbíteros de Erechim no regional Sul3 da CNBB. Em 2008, vigário-paroquial de Getúlio Vargas. Em 2009, vigário paroquial em Gaurama. De 2010 a 2017, vigário paroquial da Paróquia São Cristóvão, de Erechim. A partir de 2018, vigário paroquial de Estação.

 

Fonte: Diocese/Erechim

Via: Jornalismo Rádio Aratiba