PATRAM flagra área de desmatamento em local de preservação ambiental

1651

Uma guarnição do Pelotão Ambiental de Erechim (PATRAM), quando em patrulhamento e fiscalização a crimes ambientais, deparou-se na Linha Santa Terezinha, interior do município de Mariano Moro no Alto Uruguai Gaúcho com um crime ambiental contra a flora em uma área de preservação permanente.

Foi constatado no local, a supressão de vegetação nativa, com o auxilio de um trator de esteira, em três áreas distintas na mesma propriedade, totalizando dano ambiental de grande proporção equivalente a 2,37 hectares.

A supressão foi realizada as margens do Rio Uruguai e as espécies atingidas foram árvores nativas que não poderiam ser retiradas sem licença do órgão competente.

“A multa para este tipo de crime ambiental é de R$ 5 mil a R$ 50 mil por hectare ou fração”, explica o Comandante do 2º Pelotão Ambiental de Erechim, o 1º Tenente Tiago Merlin Bernieri.