Pecuária de leite impacta positivamente a economia de Severiano de Almeida

81

O município de Severiano de Almeida comemora os resultados importantes vindos da pecuária de leite. Com um plantel de mais de 2,2 mil vacas em lactação, a atividade contribui de maneira impactante no retorno do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), aponta a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município.

De acordo com o secretário, Dilei Anzolin, a Pasta tem atuado para incentivar a atividade, que além de dar retorno aos cofres públicos, ajuda a viabilizar financeiramente as propriedades. “É um setor importante para o nosso município e que temos incentivado através de programas destinados diretamente à atividade leiteira, fazendo com que nossos produtores tenham, condições de se manter, mas também de agregar novos investimentos à propriedade”, salienta.

Assistência que é comemorada pelo produtor Douglas Festel, 27 anos, e que está na atividade há três anos. “Descobri que através da assistência técnica e do auxilio da prefeitura através dos programas que são disponibilizados para nós produtores, podemos ter mais rentabilidade e qualidade de vida”, aponta.

Segundo ele, que reside na comunidade de linha Lambedor, a atividade atualmente representa a ampla maior parte dos ganhos na propriedade. “Entrei nesta atividade em busca de melhor qualidade de vida e fui aos poucos aprendendo a maneira correta de atuação. Com suporte, incluindo o que a prefeitura nós dá, tenho conseguido ampliar os investimentos e aos poucos ter uma propriedade mais eficiente”, acrescenta Festel.

Ele é um dos produtores que tem garantido, não somente a sequência da atividade leiteira no município, como também ampliado os investimentos. Quem também atua no setor, é seu Elvio Burin, na comunidade de linha Tigre. De outro lado, ele enfatiza algumas dificuldades da atividade, que se refere basicamente a mão de obra, cada vez mais escassa no campo.

Dilei Anzolin cita que justamente neste sentido, a Secretaria tem baseado suas ações. “Queremos que haja uma continuidade do homem no campo. Os ganhos, especialmente na pequena e média propriedade, com atividades como o leite, garantem renda regular ao longo do ano e garantem melhor qualidade de vida aos que permanecem no campo”, explica.

Entre as ações realizadas pela prefeitura, está o auxilio na vacinação dos animais. A médica veterinária do município, Eloise Parise, enfatiza que estas ações tem sido fatores de motivação aos produtores. Hoje, de acordo com ela, são 180 famílias que atuam no setor leiteiro no município.