Perícia confirma que menino foi morto por ataque de cobra em Ipiranga do Sul

535

A necropsia realizada, na tarde desta segunda-feira (1), no corpo do menino Guilherme da Silva, de 12 anos, confirmou que ele foi morto por um ataque de uma cobra. O menino desapareceu na tarde de domingo (31) enquanto se banhava no Rio Teixeira, na localidade de Butiá Grande, zona rural de Ipiranga do Sul.

No exame ficou comprovado que vários ossos foram quebrados por uma pressão mecânica muito forte, inclusive um braço e costelas, o que não ocorre em um simples afogamento em riacho. O menino também ingeriu muita água.

Durante o resgate, a cobra não foi vista, porém, na metade da tarde, houve outro avistamento por populares. A cobra não foi pega e ainda está na região do rio. Guilherme era morador da Vila Santa Rita e estava em Ipiranga do Sul com familiares para passar a virada do ano.