Preço do quilo do suíno pago ao produtor atinge valor histórico

129

O anúncio da Cooperativa Central Aurora sobre o aumento de mais dez centavos no preço do quilo do suíno vivo pago ao produtor não só deixou o setor ainda mais animado, como consolidou de vez o momento vivido pelos suinocultores. A empresa informou nesta quarta-feira, dia 23, que o produto vai passar dos atuais R$ 3,90 para R$ 4,00 a partir desta quinta-feira, dia 24.

Esse valor atingido a partir de hoje é histórico. No retrospecto, o suinocultor integrado nunca havia sido pago tão bem comoatualmente. Até então, o maior valor era de R$ 3,90, praticados até ontem. Antes disso, em alguns anos, o produto chegou a atingir o teto máximo de R$ 3,70. Somente em 2019, o preço do suíno aumentou 11 vezes. Começou janeiro com R$ 2,90 e não parou de subir.

O presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivânio de Lorenzi, comemora a notícia e avalia o bom momento do setor. “Isso mostra o quanto está promissor nosso mercado. As indústrias têm exportado mais num alto preço do dólar. Por um outro lado, existe uma preocupação porque tudo isso é focado no mercado chinês, principalmente. E isso terá uma recuperação la na frente, do qual não sabemos quanto tempo vai ficar para que volte nessa normalidade, mas acredita-se numa média de cinco anos”.

A tendência é que o produto volte a subir nas próximas semanas. Mas o presidente orienta ao suinocultor que mantenha a cautela. “Nesse momento, é muito importante o produtor estar com o pé firme no chão, porque temos ainda um passivo para acertar daqueles anos ruins da suinocultura. Eu sei que dá para continuar acreditando na suinocultura. Crescer com garantias, porque este momento de euforia uma hora passa, aí vem novamente todos os problemas”.

Os demais frigoríficos também deverão alterar o valor nos próximos dias. Mas não é apenas no mercado integrado que as notícias são positivas. No mercado independente, o preço do suíno pago ao produtor também é histórico, ou seja, atingiu valor inédito. Atualmente, estes suinocultores recebem R$ 5,01 em Santa Catarina.