Projeto garante saúde bucal a moradores de Severiano de Almeida

285

População recebe tratamento e orientação através da rede pública de saúde.

A secretaria de Saúde de Severiano de Almeida vem desenvolvendo um projeto considerado de suma importância para a saúde bucal da população do município. Segundo a dentista, Alaídes Valandro Longoni, o projeto das próteses, desenvolvido em parceria com os governos Federal, através do Brasil Sorridente, Estadual e Municipal tem mudado a vida de muitas pessoas.

O trabalho, de acordo com ela, começou ainda em 2008, quando agentes comunitários de saúde do município passaram a fazer um levantamento de dados da população do município, pontuando todas as necessidades em termos de saúde bucal. “Todas as casas foram visitadas e este levantamento nos possibilitou passar para outra fase, que foi a realização dos procedimentos”, enfatiza a dentista.

De acordo com levantamento da própria Secretaria, desde 2013, já foram confeccionadas mais de 670 próteses. “São desde procedimentos inéditos até trocas de próteses”, explica ela.

Um fator a ser comemorado, além dos procedimentos em si, é a melhora considerável que o projeto conseguiu implantar em termos de saúde pública no município.

Alaídes explica que atualmente a população está muito mais consciente das necessidades de cuidados que manterão a saúde bucal em dia. “Além de confeccionarmos as próteses, é feita também a orientação, os cuidados que devem ser tomados no dia a dia para que se tenha maior durabilidade e também garanta melhor condição de saúde bucal como um todo”, explica a dentista.

O trabalho realizado pelo projeto, junto a Secretaria de Saúde de Severiano de Almeida tem sido permanente.

Outros serviços

Diógenes Soccol é outro profissional que atua na área odontológica de Severiano de Almeida. Segundo ele, os atendimentos realizados na Unidade de Saúde do município buscam prioritariamente a prevenção à cárie dentária, além de exames, polimentos e aplicação de flúor.

São realizadas ainda restaurações de baixa e média complexidade, extrações não complexas, atendimentos de urgências e encaminhamentos.

Soccol explica ainda que são atendidos em média seis pacientes por turno. O atendimento é feito por ordem de chegada na Unidade de Saúde.

Ainda de acordo com Diógenes Soccol, “o melhor tratamento dentário é a prevenção, ir ao dentista a cada seis meses ou menos, conforme necessidade, além da higienização bucal”.