RGE investe R$ 36,3 milhões no Alto Uruguai

208

Os clientes da Rio Grande Energia (RGE) de 33 municípios do Alto Uruguai, no Norte do Estado do RS, tiveram importantes obras executadas na sua rede elétrica ao longo do último ano. Ao todo, a distribuidora do Grupo CPFL investiu R$ 36,3 milhões no fortalecimento e na modernização de todos os componentes do sistema de distribuição de energia elétrica nessas cidades, dando maior robustez à rede e aumentando os níveis de continuidade do fornecimento.

Um dos maiores investimentos foi feito em Erechim, município que sedia a Estação Avançada da RGE. A rede elétrica do município recebeu obras orçadas em R$ 5,9 milhões em 2017 que serviram, entre outras ações, para a substituição de postes de madeira por concreto em todos os bairros da cidade, além da instalação de religadores automáticos, equipamentos que permitem que a energia seja restabelecida em um curto espaço de tempo quando algum defeito transitório ocorre, além de serem utilizados para a realização de manobras na rede de média tensão em interrupções causadas por danos físicos à rede elétrica ou em manutenções programadas.

Segundo o Consultor de Negócios da RGE, Claudio Rodrigo Manica, a região do Alto Uruguai tem uma presença considerável de indústrias e propriedades rurais. Por isso, a energia elétrica se coloca como fator importante no desenvolvimento dos negócios e, por consequência, da região. “Aplicamos um valor realmente significativo nesta região em 2017 e, com isso, mudamos o cenário de fornecimento de energia nos municípios. Os clientes notam essas melhorias principalmente pela diminuição das interrupções, especialmente em dias de temporal”, ressalta Manica.

Clientes de Severiano de Almeida e Entre Rios do Sul também receberam investimentos milionários na sua rede elétrica. Em Severiano, a RGE investiu R$ 2,1 milhões principalmente na implantação da Linha de Transmissão e implantação da subestação e em obras de novas ligações para clientes rurais e urbanos e substituição de postes. Já em Entre Rios do Sul, o aporte de R$ 1,7 milhão permitiu, também, que a subestação que atende o município fosse fortalecida com componentes mais potentes e modernos. O valor também serviu para a instalação de religadores automáticos e troca de postes de madeira por concreto.

Em 2017, a RGE investiu R$ 391,1 milhões no fortalecimento, modernização e ampliação de suas redes de distribuição e fontes de energia. O valor representa uma elevação de 28,1% na comparação ao ano anterior.

Tabela de investimentos – Alto Uruguai

Município

Investimento – em R$

Aratiba

963.952,09

Áurea

504.079,02

Barão do Cotegipe

961.133,87

Entre Rios do Sul

1.687.398,21

Erechim

5.914.931,94

Erval Grande

881.995,43

Gaurama

11.366.174,66

Getúlio Vargas

898.518,18

Itatiba do Sul

894.748,48

Marcelino Ramos

928.029,80

Machadinho

909.729,11

Maximiliano de Almeida

681.790,24

Paulo Bento

1.105.645,09

São Valentim

714.426,36

Severiano de Almeida

2.170.273,46

Viadutos

759.471,02


Sobre a RGE

A Rio Grande Energia (RGE) é a distribuidora de energia elétrica da região norte-nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Originada do modelo de concessão pública para distribuição de energia elétrica em 21 de outubro de 1997, a empresa atende 255 municípios gaúchos, o que representa 54% do total de municípios do Estado.

A área de cobertura da RGE divide-se em duas grandes regionais: a Centro, com sede em Passo Fundo, e a Leste, com sede em Caxias do Sul. São 90.718 km² – 34% do território do Estado. Agrupadas, essas regiões apresentam um dos melhores índices sociais e econômicos do Brasil e também são as responsáveis pelo maior polo agrícola, pecuário, industrial e turístico do estado.

A RGE se orienta pela Gestão de Qualidade Total para atingir, cada vez mais, altos níveis de eficiência para seus consumidores sendo parceira dos municípios gaúchos no desenvolvimento econômico do RS dentro de sua área de concessão. Desde 2006 a RGE passou a fazer parte integralmente do grupo CPFL Energia, o maior grupo privado do setor elétrico brasileiro.

Sobre a CPFL Energia
A CPFL Energia, há 105 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização e serviços. Desde janeiro de 2017, o Grupo faz parte da State Grid, estatal chinesa que é a segunda maior organização empresarial do mundo e a maior companhia de energia elétrica, atendendo 88% do território chinês e com operações na Itália, Austrália, Portugal, Filipinas e Hong Kong.

Com 14,3% de participação, a CPFL Energia é líder no mercado de distribuição, totalizando mais de 9,1 milhões de clientes em 679 cidades, entre os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná. Na comercialização, é uma das líderes no mercado livre, com participação de mercado de 14,1% na venda para consumidores finais. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres entre as comercializadoras.

Na geração, é a terceira maior agente privada do País, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis, como grandes hidrelétricas, usinas eólicas, térmicas, a biomassa, Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) e usina solar. Considerando a participação acionária na CPFL Renováveis, maior empresa de geração da América Latina a partir de fontes alternativas de energia, a capacidade instalada do Grupo CPFL alcançou 3.258 MW, no final do primeiro trimestre de 2017.

A CPFL Energia possui ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além de participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets. Pelo 12º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa. O Grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os maiores investidores brasileiros, por meio do Instituto CPFL.​