Seara anuncia investimento de R$ 1 bilhão no RS nos dois próximos anos e Passo Fundo receberá recursos

255

Em reunião com o governador Eduardo Leite na tarde desta sexta-feira (10), no Palácio Piratini, diretores da Seara anunciaram que a empresa investirá no Rio Grande do Sul cerca de R$ 1 bilhão ao longo deste ano e de 2021.

Conforme o diretor Ivan Siqueira, em torno de R$ 640 milhões serão destinados ao setor agropecuário, incluindo investimentos feitos pelos produtores, para ampliação da capacidade de produção de frango, suínos e alimentos processados. E R$ 400 milhões serão aplicados no setor industrial, a maior parte para a ampliação de unidades que a Seara já tem no RS.

“Essas notícias nos deixam muito contentes, pois significam que a empresa está confiante e confiando no nosso Estado. Temos todo o interesse, pois somos um Estado vocacionado ao agronegócio e, por isso, contem conosco para auxiliar no que for possível para fomentar emprego e renda”, disse o governador.

A Seara divulgou que a maior parte dos recursos será empregada na produção e nas unidades de Passo Fundo, Ana Rech, Caxias do Sul, Garibaldi, Montenegro, Seberi/Três Passos e Trindade do Sul.

Para consolidar os negócios no Estado, a diretoria apresentou, ainda, algumas demandas ao governo, como a ampliação das redes trifásicas na área rural, o que deve ser reforçado com o programa estadual Energia Forte no Campo; a agilidade nos licenciamentos ambientais, algo que deve ocorrer com a sanção, ocorrida na quinta-feira (9/1) do novo Código Ambiental do RS; e apoio à ampliação de créditos rurais para os produtores, o que Leite informou que vai agilizar com Banrisul, BRDE e Badesul. O secretário adjunto da Agricultura, Luiz Fernando Rodriguez, também participou da reunião.

Desde 2013, a Seara Alimentos – segunda maior produtora e exportadora de frangos e suínos do país – é controlada pelo Grupo JBS, líder mundial em processamento de carne bovina, ovina e de aves, além de forte participação na produção de carne suína. Em dezembro, a JBS anunciou que o projeto de expansão da companhia prevê R$ 13 bilhões de investimentos em todo o país até 2024.