Sem lactose, para intolerantes

678

A intolerância à lactose é uma alergia que se descobre cada vez mais nas pessoas. Muitos são da opinião que se deveria retirar a lactose da alimentação, mas os alimentos que a possuem têm muitas propriedades. Então, o melhor mesmo é detectar esta alergia e encontrar soluções o mais rápido possível.

A lactose é o açúcar presente no leite. Esta substância pode gerar reações alérgicas, uma vez que é das intolerâncias mais comuns e conhecidas nos nossos dias. O nosso intestino é composto da enzima lactase. É ela que decompõe este açúcar em partículas mais simples que são absorvidas depois. Quando a sua actividade é muito baixa, ela não se digere, provocando os sintomas conhecidos da alergia: flatulência, dor e diarreia. Há quem opte drasticamente por não consumir qualquer produto lácteo.

No entanto, saiba que existem alergias de diferentes níveis e que nem todo o mundo tem reações fortes e incômodas. O queijo e os iogurtes têm pouca lactose. São, por isso, menos sujeitos a alergias desconfortantes.

Há estudos que recomendam voltar a introduzir a lactose nas dietas, pouco a pouco, e aumentando as quantidades durante um ano, para que o corpo se adapte. Além disso, é algo tão comum que 70% das pessoas reagem a este alergeno. E, por isso, se torna frequente ver nos supermercados prateleiras destinadas a produtos livres de lactose, para os intolerantes.

Outro dado que se tem que ter em conta é que muitos alimentos que em princípio não contêm lactose, na verdade têm ou podem ter vestígios. Existem normas estabelecidas para as etiquetas das embalagens que indicam a quantidade de lactose do produto, se é nulo, baixo ou alto, para que cada pessoa saiba se pode ou não consumir.