Sicredi UniEstados dá início ao processo de instalação do Comitê da Sustentabilidade

169

A Sicredi UniEstados está dando início ao processo de instalação do Comitê da Sustentabilidade. O primeiro encontro foi realizado nesta quinta-feira (16) e contou com a presença da Analista Sênior de Sustentabilidade da Fundação Sicredi, de Porto Alegre, Vanessa Cabral Gomes. A iniciativa visa integrar e potencializar as práticas e estratégias de sustentabilidade que já vêm sendo desenvolvidas pela cooperativa, porém, a partir de agora, de forma mais estruturada, identificando sintonias com a cooperativa e adoção de indicadores para medir o alcance junto aos associados, colaboradores e comunidade. O novo Comitê também vai atender à política de sustentabilidade e responsabilidade socioambiental do Sicredi.

Segundo Vanessa, a instalação de um Comitê vai reforçar a importância e visibilidade do tema da sustentabilidade que o Sicredi busca, definir estratégias que consiga fazer sentido para os associados, colaboradores e sociedade, ampliando o impacto positivo da instituição financeira e gerando transformação nas comunidades.

Conforme explica Vanessa, o Sicredi trabalha na área com três grandes direcionadores: relacionamento e cooperativismo, que busca valorizar ainda mais a relação próxima e de confiança com o associado, a fim de que possam criar uma rede de apoio e continuar gerando bons negócios, onde são trabalhados os temas da diversidade e inclusão; soluções responsáveis, que consiste em sempre recomendar as melhores soluções ao associado, de forma responsável e adequada ao momento da sua vida, investindo em projetos de educação financeira para a comunidade e novas oportunidades de negócios como, por exemplo, energias renováveis; e desenvolvimento local, focando na transformação da cooperativa de crédito, em conjunto com a comunidade e associados, em um agente propulsor do desenvolvimento e da economia local, firmando parcerias com fornecedores locais, desenvolvimento de colaboradores e apoio a microempreendedores.

A analista explica que no Sistema Sicredi existe um Comitê Nacional, que define a estratégia sistêmica; cinco Comitês Regionais e os Comitês Locais, que são responsáveis pela implantação dos temas, definem como vai ser feito, monitoram a execução e o desempenho, avaliam oportunidades locais, a imagem e a reputação da cooperativa.

Para Vanessa, o tema sustentabilidade não está no início, “estamos evoluindo no conceito de gestão e monitoramento, é um caminho a ser seguindo, que requer constante evolução e grande aprendizado”.

Vanessa também destaca que o Relatório de Sustentabilidade 2018 do Sicredi foi o vencedor do Prêmio Abrasca 2019 (Associação Brasileira das Companhias Abertas) na categoria Empresas de Capital Fechado. Esta foi a primeira vez que a instituição inscreveu sua publicação na premiação, que tem o objetivo de incentivar o aprimoramento da elaboração de relatório com maior clareza, transparência, qualidade e quantidade de informações.