Terceiro Encontro de fuscas em Aratiba

2088

Será sorteado um fusca para os proprietários presentes no evento

Aratiba sedia neste domingo, 17, o 3º Encontro de Fuscas e derivados a partir das 3 horas da tarde, em Dourado, à 12 km da cidade.

A expectativa é reunir mais de 120 fuscas, variante, brasília e TL. Haverá sorteio de brindes para todos os proprietários presentes com seu fusca no evento, inclusive será feito o sorteio de um Fusca, ano 76, 1.600. A inscrição é gratuita e pode ser feita na hora.

O mais tradicional dos carros, aquele que foi o primeiro de muitos motoristas: o Fusca. O Dia Nacional do Fusca é comemorado em 20 de janeiro. Fabricado no Brasil entre 1959 e 1996, o compacto da Volkswagen fez história no país e continua no mercado, pelo menos no nome, com a nova geração que é importada da Alemanha.

O Fusca representa o começo do desenvolvimento da indústria nacional entre as décadas de 50 e 60. Foi um produto desenvolvido para a guerra e de tão robusto, até hoje vemos muitos rodando pelo país.

História
O carro surgiu na década de 30 na Alemanha, desenvolvido por Ferdinand Porsche em Stuttgart. O objetivo era criar um carro econômico, barato, resistente e barato. Após diversos protótipos, o carro começou a ser produzido em 1938, com o nome de Sedan 1200, com o motor traseiro do tipo boxer refrigerado a ar. No entanto, só a partir do final da Segunda Guerra Mundial que a produção emplacou.
Os primeiros Fuscas fabricados na Alemanha, chegaram ao Brasil ainda em 1950. Pequeno, com motor traseiro refrigerado a ar e um design totalmente diferente do tradicional à época, quando as ruas eram dominadas por grandes sedãs, o carro chamava a atenção por onde passava.
No Brasil, a produção começou em 1959 na fábrica da Volkswagen de São Bernardo de Campo (SP). O carro virou febre e explodiu em vendas. O design composto de curvas charmosas se manteve, mas o motor ganhou diversas versões, com cilindrada desde 1.2 a 1.6. O carro teve sua produção finalizada em 1986.
No entanto, em 1992, por sugestão do então presidente Itamar Franco, durante visita no Salão do Automóvel de São Paulo, o Fusca foi ressuscitado. O político estava indignado com o preço dos carros populares e via no Fusca uma solução para o transporte. Volkswagen resolveu relançar o carro, que foi produzido entre 1993 a 1996. A última linha de produção no mundo foi encerrada em 2003 no México.