UHE Itá possui Módulo de Avalição de Energia Solar

128

A Usina Hidrelétrica Itá, além da produção de energia hídrica, realiza também estudo sobre outras fontes renováveis de energia, que é o caso da energia solar. O Módulo de Avaliação Solar está localizado no município de Aratiba (RS), há 8 km do Centro de Divulgação Ambiental – CDA do Consórcio Itá. O local é aberto à visitação mediante agendamento prévio, através da Linha Verde 0800 645 5800.

O Módulo na UHE Itá possui sete tecnologias distintas de placas fotovoltaicas numa área de 3.000 m² com capacidade de geração de 10 KWp cada, um acumulado total de 70 KWp por tecnologia. O objetivo do projeto é realizar a avaliação técnica e econômica da geração fotovoltaica, incluindo a projeção de custos no médio e longo prazo, vida útil, desempenho, adequação ao clima local e a sazonalidade.

A energia solar é produzida através da incidência da luz do sol nas placas fotovoltaicas. Em linhas gerais, quando a luz do sol incide sobre materiais semicondutores devidamente tratados que formam a célula fotovoltaica, parte da energia da luz é absorvida liberando cargas elétricas. A energia é gerada em corrente contínua e por meio de um inversor de potência e convertida em corrente alternada, consequentemente, lançada na rede elétrica para o consumo.

De acordo com Rodrigo Daltoé, engenheiro de operação da Usina Hidrelétrica Itá, Machadinho e Passo Fundo, a energia produzida pelo módulo entra diretamente no serviço auxiliar da Usina para uso operacional de equipamentos elétricos em geral. O engenheiro explica ainda que o Módulo serve como um laboratório a céu aberto sobre as tecnologias presentes, onde é possível conhecer e avaliar seu poder de geração, a produção de energia, a sua forma de operação e a manutenção do sistema, e investimentos visando a projeção de investimentos futuros.

O Projeto
A implantação do projeto foi realizada via chamada pública referente ao Projeto de P&D Estratégico da ANEEL, número 13/2011, onde a Engie foi a empresa proponente, tendo a Universidade Federal de Santa Catariana como executora. Ao todo, oito Módulos de Avaliação foram instalados em matrizes energéticas brasileiras, além de uma Usina Solar Fotovoltaica de 3 MWp.

Cenário
No Brasil cada vez mais a produção da energia solar aumenta sua potência instalada. No início de 2018 o país já contabilizava a marca de 1GW. A partir deste número o Brasil passou a fazer parte do grupo dos 30 principais países que mais utilizam a energia solar fotovoltaica em sua matriz energética.

Com base no Ranking Nacional Solar Fotovoltaico, realizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Santa Catarina aparece em quarto lugar em potências instaladas.