Vacinação contra Febre Aftosa deve iniciar no RS no próximo dia 1º de maio

1473

A vacinação contra a febre aftosa deve iniciar no Rio Grande do Sul no próximo dia 1º de maio. Nesta etapa, todos os bovinos e bubalinos precisam receber a dose, quase 14 milhões de animais. A Secretaria da Agricultura anunciou nesta quarta-feira que produtores que possuem até dez animais e estão enquadrados nos critérios do Pronaf e PecFam receberão doses gratuitas da vacina.

Com a redução no número de doses doadas (em 2015 foram gratuitas para até 30 animais), torna-se fundamental a conscientização dos produtores sobre a importância de realizar a imunização do rebanho. “A vacinação contra a aftosa é um compromisso do setor privado, sempre foi”, afirma o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), Rogério Kerber. Para ele, toda a sociedade precisa compreender o momento que vive o estado. “A falta de recursos é concreta e afeta outras áreas importantes da vida da sociedade como as vacinas para as pessoas, os salários dos servidores públicos, e as condições de segurança. Temos que ter esta compreensão, como cidadãos.”

O presidente do Fundesa salienta ainda que, independentemente de doses doadas, o Rio Grande do Sul precisa garantir um alto índice vacinal. “Além de realizar uma vacinação de qualidade, os produtores podem contribuir com a sanidade do rebanho notificando suspeitas e atuando em conjunto com a serviço oficial”, explica Kerber.