A importância da terapia ocupacional na área da saúde

163

A Terapia Ocupacional atua na prevenção e tratamento das dificuldades que prejudicam a realização das atividades do dia a dia. O profissional ajuda na melhora de diferentes tipos de distúrbios. Algumas destas disfunções são perceptíveis desde o nascimento, outras são desenvolvidas ao longo da vida. O objetivo é oferecer mais liberdade e autonomia para estes pacientes. Em comum, eles apresentam alguma alteração na condição motora, cognitiva, emocional ou social. Os benefícios para a saúde são muitos, e a Terapia Ocupacional é indicada para todas as idades.

Apesar de existir há muito tempo, a terapia ocupacional só se popularizou durante a I Guerra Mundial. Ela surgiu da necessidade de reabilitar os soldados que sofreram algum tipo de acidente. No Brasil, ainda pouco conhecida, a terapia ocupacional só foi regulamentada em 1969, com o decreto lei nº 938/69. Em 1975, a Lei de nº 6.316 estabeleceu a criação do Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

O terapeuta
O profissional de terapia ocupacional pode atuar nos mais diversos locais de atendimento. Hospitais, casas de repouso, creches e centros de reabilitação são alguns deles. Suas funções vão desde o planejamento da rotina do paciente até a orientação para um estilo de vida mais saudável.

Diversas técnicas são utilizadas para tornar as atividades diárias da pessoa em reabilitação mais funcionais. Tarefas cotidianas como escovar os dentes, se vestir e se alimentar podem parecer simples. Mas elas são um entrave para quem sofreu uma perda em suas condições motoras. A terapia ocupacional tem o papel de incorporar novos hábitos para que a independência do paciente seja recuperada.