Além de caso confirmado em Campo Bom, 20 municípios gaúchos têm suspeita de coronavírus

292

Depois de confirmar, na manhã desta terça-feira (10), o primeiro caso de coronavírus no Rio Grande do Sul, em Campo Bom, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) informou que está investigando 69 pessoas com suspeita da doença em território gaúcho. Elas estão espalhadas por 20 municípios, com maior concentração em Porto Alegre, onde estão 35 das suspeitas. As informações constam no mais recente informe epidemiológico divulgado pela secretaria sobre a situação do coronavírus no Estado.

O caso de Campo Bom é de um empresário de 60 anos que viajou a trabalho a Milão, no norte da Itália, entre 16 e 23 de fevereiro. O homem teve sintomas (tosse e febre) a partir de 29 de fevereiro e foi avaliado em uma clínica particular, onde já chegou usando máscara. Ele foi orientado a manter isolamento domiciliar e a tomar um xarope. Os exames iniciais, que descartaram outros vírus respiratórios, foram realizados em 3 e 4 de março. A confirmação se deu na segunda-feira (9). Nenhum familiar do doente apresentou sinais de infecção.

Já os casos suspeitos estão espalhados pelo Estado. Confira abaixo:

Casos suspeitos de coronavírus no RS
Bento Gonçalves: 2
Campo Novo: 1
Canela: 2
Canoas: 5
Carazinho: 1
Caxias do Sul: 2
Estância Velha: 1
Esteio: 2
Farroupilha: 1
Faxinal do Soturno: 1
Gramado: 1
Gravataí: 3
Montenegro: 1
Novo Hamburgo: 2
Palmeira das Missões: 2
Porto Alegre: 35
Santa Cruz do Sul: 1
Santa Rosa: 1
São Leopoldo: 1
Vacaria: 1
Outros países: 3
Total geral: 69
Fonte: Secretaria Estadual da Saúde

O Laboratório Central do Estado (Lacen) já está capacitado para conduzir as testagens de amostras de secreções coletadas de pacientes suspeitos de terem contraído o vírus. Os kits para exames chegaram a Porto Alegre na última semana, e funcionários do Lacen foram treinados por técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro. Antes, a Secretaria Estadual da Saúde enviava as amostras com as suspeitas de infecção. O tempo para obter os resultados caiu de até oito dias para até 48 horas. O exame do paciente de Campo Bom foi feito pelo Lacen.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), pediu que a população reforce hábitos de higiene, como lavar as mãos com frequência, evitar o compartilhamento do chimarrão e colocar em prática a etiqueta respiratória, como tossir sem colocar os outros em risco (cobrindo o nariz e a boca com um lenço descartável ou na dobra do braço).

O Brasil registra 34 casos confirmados de coronavírus, informou nesta terça o Ministério da Saúde. Pela primeira vez, a pasta divulgou um balanço sobre o perfil dos infectados, indicando que a média de idade é de 41 anos – 41% dos pacientes têm menos de 40 anos – e que 56% dos doentes são do sexo feminino.

Entre os 34 casos, 19 (55,8%) foram registrados em São Paulo, oito (23,5%) no Rio de Janeiro, dois na Bahia, um em Alagoas, um no Distrito Federal, um no Espírito Santo, um em Minas Gerais e um no Rio Grande do Sul. O Brasil tem 893 casos suspeitos e 780 casos descartados; o Rio Grande do Sul, 70 suspeitas e 129 registros descartados.

Seis casos confirmados de coronavírus no Brasil são de transmissão local, sendo cinco em São Paulo e um na Bahia. Os demais foram importados, ou seja, de pessoas que viajaram a países com foco de coronavírus e apresentaram sintomas da doença no retorno ao Brasil.