Decreto considera prioritário o atendimento a problemas de abastecimento de água em Aratiba

439

O prefeito de Aratiba, Guilherme Granzotto, assinou nesta sexta-feira (8) o decreto que considera prioritário o atendimento às necessidades de abastecimento de água das propriedades rurais. O Município havia decretado Situação de Emergência por causa da seca, já homologado pelo Governo do Estado. Agora, diante da grande demanda dos agricultores, a atenção será exclusiva a abastecimento de água e abertura de fontes e açudes. “Falta água para as famílias, mas principalmente para os animais”, ressalta Darlei Líbero, da direção do Sindicato Unificado dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (SUTRAF) de Aratiba. Os caminhões que eram usados para o transporte de dejetos de suínos estão sendo utilizados para abastecimento de água para os animais nas propriedades. “Existem casos de famílias que precisam ser abastecidas com caminhão pipa, pois as fontes secaram totalmente”, afirma o secretário de agricultura, Rafael Mohr. A pandemia do coronavírus também provocou redução na equipe de funcionários das secretarias. Muitos estão afastados por determinação médica. Diante desta situação, a secretaria de Obras está contratando máquinas terceirizadas. “A prioridade é a limpeza e abertura de fontes e açudes”, disse o secretário de obras, Juarez Dallazen.

Diante do problema, a partir de segunda-feira (11), as duas secretarias vão atender apenas casos de urgência e emergência. “Acredito que tomamos uma medida acertada, porque é quando se enfrenta situações anormais que a sociedade mais precisa do poder público, por isso solicitamos a compreensão dos que precisam de outros serviços não tão urgentes. Na medida do possível, depois desta emergência, serão atendidos”, destacou o prefeito Granzotto.