Vitamina D é essencial para saúde muscular e dos ossos

180

A saúde dos ossos depende muito dos hábitos alimentares e outros fatores do estilo de vida e, assim como o cálcio, a vitamina D é essencial para manter a composição muscular e óssea saudável.

Segundo o médico ortopedista e traumatologista, Joaquim Reichmann, para que os ossos sejam fortes, é fundamental que os músculos estejam saudáveis. A vitamina D é um dos fatores essenciais neste processo, pois é responsável por carregar o cálcio para dentro do osso. Além disso, representa um fator determinante para aumentar ou manter a massa muscular.

O médico salienta que a vitamina D está presente em alimentos como ovos, queijos gordos, óleo de peixe, entre outros. No entanto, alerta que não é fácil alcançar as recomendações diárias somente com alimentação e, por isso, a exposição solar é importante. “O problema é que dificilmente as pessoas se expõem ao sol sem a proteção de um filtro solar e, por isso, é frequente a insuficiência ou até mesmo a deficiência de vitamina D”.

O médico ressalta, ainda, que a ingestão de cálcio por meio de alimentos ou suplementos ajuda a manter os ossos fortes por mais tempo. O leite e seus derivados (queijos e iogurtes) são as melhores fontes alimentares de cálcio e devem ser ingeridos diariamente. “Mas somente o hábito de tomar leite ou ingerir cálcio com vitamina D não basta. Para que ele não seja eliminado, necessitamos também de fixadores do cálcio (alendronatos e residronatos)”, justifica Reichmann.

Evitar alguns hábitos como o fumo, bebidas alcoólicas e café, além de adotar medidas como a prática de exercícios físicos diariamente e exposição no sol durante 10 a 15 minutos pela manhã contribuem para manter a saúde dos ossos e músculos.

Ossos
Para compreender a importância do cuidado à saúde óssea e muscular, é necessário conhecer um pouco mais sobre a função de cada um deles. O osso é definido por uma estrutura formada por tecido ósseo, ou seja, um tipo de tecido conjuntivo rígido marcado pela presença de cálcio, fibras de colágeno e proteoglicanas. Estes órgãos se unem aos demais por articulações para formar o esqueleto do corpo.

Entre suas diversas funções estão a sustentação dos tecidos moles, proteção de órgãos, mobilidade, armazenamento e liberação de minerais na corrente sanguínea, produção de células do sangue e reserva de energia (triglicérides). Já, os músculos são os tecidos responsáveis pelos movimentos, tanto os voluntários, com os quais há interação com o meio ambiente, como os movimentos dos órgãos internos – o coração ou o intestino, por exemplo.