Bispo de Erexim é eleito Presidente do Regional Sul 3 da CNBB

239

Em reunião durante a Assembleia Geral da CNBB, nesta quinta-feira (9), os Bispos do Rio Grande do Sul elegeram a nova Presidência do Regional Sul 3 e definiram os responsáveis por acompanhar os diversos setores como Bispos referenciais.

A Presidência ficou assim constituída: Presidente: Dom José Gislon, OFMCap, da Diocese de Erexim; Vice-Presidente, Dom Rodolfo Luís Webber, Arcebispo de Passo Fundo; Secretário, Dom Adilson, Bispo auxiliar de Porto Alegre. Eles sucedem, respectivamente, a Dom Jaime Spengler, Arcebispo de Porto Alegre; o próprio Dom José que era o Vice-Presidente, e Dom Zeno Hastenteufel, Bispo de Novo Hamburgo.

Dom José nasceu no dia 23 de fevereiro de 1957, em Dona Emma, SC. Depois do serviço militar, entrou no seminário dos Freis Capuchinhos do Paraná. Foi ordenado no dia 28 de maio de 1988, em Uraí, PR. Como padre, fez mestrado em História da Igreja, na Universidade Gregoriana de Roma. Foi Ministro (Superior) Provincial da Província São Lourenço de Brindes, do Paraná, Santa Catarina e Paraguai; Definidor Geral da Ordem, ficando 8 anos em Roma, na Casa Geral da Congregação; como Definidor Geral foi presidente da Comissão Internacional de Solidariedade Econômica da Ordem. Foi nomeado Bispo da Diocese de Erexim, RS pelo Papa Bento XVI, no dia 06 de junho de 2012. Ordenado Bispo no dia dia 03 de agosto de 2012, na igreja Na. Sra. das Mercês em Curitiba, PR, assumiu a Diocese de Erexim no dia 19 de agosto de 2012, na Catedral São José.

Dom Rodolfo nasceu em Bom Princípio, RS, de onde era natural o Cardeal Dom Vicente Scherer, no dia 30 de agosto de 1963. Estudou nos Seminários da Arquidiocese de Porto Alegre. Foi ordenado padre no dia 5 de janeiro de 1991, sem terra natal. Como trabalhou em algumas paróquias. De 1993 a agosto de 1997 foi formador no Seminário Maior em Viamão, sendo assistente dos seminaristas do curso de Filosofia. De 1993 a 1996, foi vice-diretor e professor da Faculdade de Filosofia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, a FAFIMC. De 1994 a 1996 foi professor do Centro de Estudos Teológicos João Vianney, de Viamão. Nos anos 2000 e 2001 foi diretor do mesmo centro. Fez mestrado em Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma. No retorno, voltou a trabalhar no Seminário de Viamão, onde foi diretor da Faculdade de Filosofia e Reitor do Seminário. Em 25 de fevereiro de 2009, foi nomeado bispo da Prelazia de Cristalândia no Tocantins. Foi ordenado bispo aos 15 de maio de 2009 na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, por Dom Dadeus Grings. Iniciou seu ministério episcopal no dia 31 de maio daquele ano. Em 02 de dezembro de 2015, foi nomeado Arcebispo de Passo Fundo, assumindo a função em 24 de janeiro de 2016.

Dom Adilson, nasceu no dia 20 de maio de 1965, em Sarandi, RS. Em 1979, ingressou no Seminário da Congregação dos Missionários de São Carlos, Scalabrinianos. Ingressou em 1979 no seminário da Congregação dos Missionários de São Carlos – Scalabrinianos. Estudou Filosofia na Universidade de Caxias do Sul e Teologia no Instituo Teológico São Paulo (ITESP), em São Paulo. Foi ordenado presbítero em 9 de janeiro de 1993 e enviado ao Paraguay como Animador Vocacional e Orientador Espiritual no Seminário Nossa Senhora de Caacupe, em Ciudad del Este. De lá foi para Roma, onde fez mestrado em Ciências da Educação na Universidade Pontifícia Salesiana. Exerceu diferentes funções na congregação no Brasil e também nos Estados Unidos até ser nomeado como bispo auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre pelo Papa Francisco em 2016. Sua ordenação episcopal ocorreu em 30 de abril do mesmo ano, presidida pelo bispo da Diocese de Caxias do Sul, Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni, em Sarandi.