17.5 C
Aratiba
sexta-feira, 21/junho
Player de Áudio Responsivo
InícioEducaçãoCartão do programa Todo Jovem na Escola começa a ser entregue

Cartão do programa Todo Jovem na Escola começa a ser entregue

Os beneficiários do programa Todo Jovem na Escola poderão retirar o Cartão Cidadão. Emitido pelo Banrisul, o cartão em nome do estudante estará disponível nas agências do banco nos municípios onde os alunos residem – no caso de Porto Alegre, a retirada ocorrerá na sede da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS). A primeira parcela de R$ 150 já estará carregada no momento da entrega do cartão, e os novos pagamentos serão feitos no dia 20 de cada mês. A entrega dos cartões integra a Semana Estadual da Educação.

“O cartão nominal é um avanço do Todo Jovem na Escola, pois dá maior autonomia aos estudantes, que poderão usar o valor como preferirem. Ao mesmo tempo, o cartão incentiva princípios de responsabilidade e de compromisso com o ensino”, disse o vice-governador Gabriel Souza.

“Com o Cartão Cidadão em mãos, os jovens poderão acompanhar o depósito da bolsa em suas contas por meio do aplicativo Escola RS, elaborar metas, traçar objetivos, verificar diariamente o rendimento da conta-poupança e ir em busca daquilo que desejam para sua trajetória profissional”, explicou a titular da Secretaria da Educação (Seduc), Raquel Teixeira. “É preciso combater a evasão escolar. Para isso, temos de incentivar a criatividade, o empreendedorismo e a inovação dentro das escolas estaduais.”

A novidade trazida pelo programa (reformulado em 2023) neste ano foi a emissão dos cartões em nome dos próprios estudantes. Anteriormente, os valores eram creditados no Cartão Cidadão de titularidade dos pais ou responsáveis. A retirada em agência é necessária devido ao novo formato adotado para o cartão do benefício.

Para garantir que os jovens recebam o benefício nas datas corretas, os pagamentos do programa já foram todos programados pelo Tesouro do Estado. A iniciativa de utilizar o Cartão Cidadão foi pensada para facilitar a movimentação dos valores pelos jovens, já que ele funciona como um cartão de débito (podendo ser utilizado em diferentes estabelecimentos), conferindo mais autonomia aos titulares.

A previsão é de que o governo do Estado realize um investimento de R$ 625,3 milhões no programa entre 2024 e 2026. O Todo Jovem na Escola foi estruturado pelo Gabinete de Projetos Especiais (GPE) e pelo Centro de Educação Baseada em Evidências (CEBE), sendo coordenado pelo vice-governador e pela Seduc.

Como retirar

Os cartões poderão ser retirados pelos próprios titulares que já são maiores de idade; os menores precisarão estar acompanhados pelo responsável na agência. Para os moradores de Porto Alegre, especificamente, a retirada será feita na sede da FGTAS (av. Borges de Medeiros, 521 – Centro Histórico).

No momento da retirada, basta que o titular apresente um documento de identificação com foto. No caso dos menores de 18 anos, a identificação deve ser tanto do estudante quanto do responsável legal registrado no Cadastro Único (CadÚnico).

Aplicativo Escola RS

Foi desenvolvido um módulo específico aos beneficiários no aplicativo Escola RS. A iniciativa, realizada pelo Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), objetivou atender à reformulação do programa Todo Jovem na Escola.

A nova funcionalidade disponibilizada por meio do aplicativo traz informações em linguagem apropriada para o público jovem, possibilitando que o aluno acompanhe sua situação nas quatro modalidades de auxílio financeiro disponibilizadas pelo programa. Além disso, os estudantes também terão acesso ao chatbot do WhatsApp para esclarecer dúvidas por meio do aplicativo.

Há ainda a possibilidade de acompanhar o percentual de frequência escolar do aluno (um dos pré-requisitos para a participação no programa) e o rendimento dos valores aplicados na poupança.

O Escola RS é gratuito e está disponível na PlayStore, sendo compatível com o sistema Android. Também é possível acessar nesta página.

Sobre o programa

Lançado no final de 2021 pelo governo do Estado para reduzir o impacto da pandemia na Rede Estadual e incentivar a conclusão do Ensino Médio, o Todo Jovem na Escola já beneficiou cerca de 160 mil estudantes e distribuiu quase 1,5 milhão de bolsas-auxílio no valor de R$ 150 mensais.

Com a reformulação em 2023, o Todo Jovem na Escola pretende se tornar a maior iniciativa de combate à evasão e ao abandono escolar em todo o país. O novo programa prevê a concessão de quatro incentivos aos estudantes: bolsa permanência, auxílio material escolar, poupança aprovação e prêmio engajamento. Os auxílios contemplarão alunos regularmente matriculados que tiverem pelo menos 75% de frequência e que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica, pertencentes a famílias cadastradas no CadÚnico, com renda per capita de até R$ 660 mensais.

Os estudantes vão receber até 10 bolsas mensais no valor de R$ 150, sendo que os alunos de tempo integral e Técnico integrado ao Ensino Médio receberão R$ 225. Além disso, o valor igual ao de uma bolsa mensal será pago ao aluno após a efetivação da matrícula a título de auxílio material escolar.

Ao concluir o ano letivo, o valor de duas bolsas mensais será depositado em poupança, sendo possível a utilização de até 25% do montante ao final de cada ano. Já para os estudantes do 3º ano do Ensino Médio que participarem do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Rio Grande do Sul (Saers) e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), será pago o valor de R$ 150 como prêmio engajamento.

Todos os valores depositados pelo programa poderão ser movimentados utilizando o Cartão Cidadão Todo Jovem na Escola.

QUEM VIU ESTA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU:
- Publicidade -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Recent Comments