Dermatologista ou esteticista? Saiba quais são as diferenças e quando procurar pela ajuda de cada um

112

Na hora de apostar no peeling facial ou marcar uma limpeza de pele, logo bate a dúvida: como decidir entre o dermatologista e o esteticista?

Apesar desses dois profissionais trabalharem juntos no universo de cuidados da pele do corpo e rosto, existem algumas diferenças-chave quando se trata da atuação de cada um – e elas não só podem como devem influenciar na sua escolha.

Saiba qual dos dois experts é o mais indicado para a sua necessidade e aproveite a ajuda de cada um na hora certa!

O que faz um dermatologista?
De uma maneira geral, o médico dermatologista é alguém que estudou todo o corpo humano, mas se especializou precisamente no diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças da pele, pelos, cabelos, mucosas e unhas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, esse profissional é capaz de trabalhar na manutenção da beleza da pele e solucionar problemas estéticos como espinhas, cravos e alergias ou doenças mais sérias como com vitiligo, psoríase e câncer de pele, por exemplo.

O que faz um esteticista?
Também inserido no universo dos cuidados de beleza e problemas de pele, o esteticista é alguém especializado em estética por meio do bacharelado ou curso técnico e, por isso, pode realizar procedimentos para melhorar a aparência e textura do corpo e rosto.

Ele estuda um pouco sobre o organismo humano e entende do processo de envelhecimento e recuperação de lesões da pele, o que faz dele habilitado para cuidar não só de quadros de acne e prevenção de rugas, como também ajudar pacientes em tratamento pós-cirúrgico, por exemplo.