Investigação do MP e BM revela que 58% dos detentos em prisão domiciliar não cumprem medida em Erechim

137

O Ministério Público de Erechim em parceria com a Brigada Militar realizaram nas últimas semanas uma investigação que constatou que 58% dos apenados do Presídio Estadual de Erechim que foram beneficiados com prisão domiciliar não cumpriram a medida. Das 24 prisões, 14 presos não estavam em casa. A maioria dos detentos foram beneficiados por uma portaria da Vara de Execuções Criminais Regional de Passo Fundo como medida de prevenção ao novo coronavírus.

No levantamento foi constatado que um preso apresentou endereço inexistente, seis não foram localizados em casa, um não foi localizado nem em casa nem no trabalho, um foi encontrado em via pública, e três teriam praticado novos crimes como furtos a residências e arremesso de celulares para a penitenciária local.