17.5 C
Aratiba
sexta-feira, 21/junho
Player de Áudio Responsivo
InícioDicas de BelezaPele ressecada: 11 causas comuns (e o que fazer) - cont.

Pele ressecada: 11 causas comuns (e o que fazer) – cont.

As principais causas da pele ressecada são:

7. Dermatite atópica
A dermatite atópica é uma doença que dificulta a retenção de água na pele porque impede que a pele produza a gordura necessária para manter a sua hidratação e, por isso, torna-se mais ressecada.

Além disso, podem ainda surgir outros sintomas como coceira e lesões avermelhadas na pele que aparecem, principalmente, nos joelhos, cotovelos, dorso das mãos, pés e região genital.

Esta condição, normalmente, surge na infância e tende a diminuir até à adolescência, podendo aparecer novamente na idade adulta.

O que fazer: é importante manter a hidratação da pele com o uso de cremes hidratantes. Além disso, em alguns casos, pode ser necessário consultar o dermatologista para iniciar um tratamento específico para a dermatite atópica.

8. Idade avançada
O envelhecimento é uma das causas naturais da pele ressecada, porque a pele vai ficando com menos elasticidade e vai perdendo a sua oleosidade e hidratação ao longo dos anos. Isso acontece, mais frequentemente, no rosto, mãos, cotovelos e joelhos, embora também possa surgir na restante pele do corpo.

O que fazer: é importante manter cuidados como a hidratação da pele, beber cerca de 2 litros de água por dia e comer alimentos saudáveis pois ajudam a hidratar a pele e fornecem os nutrientes necessários para que se mantenha saudável e mais bonita.

9. Diminuição da produção de estrogênio
Quando os níveis de estrogênio diminuem, o que acontece na menopausa, a pele fica mais ressecada pois a quantidade de água retida na pele diminui, assim como, a sua oleosidade.

O estrogênio é um hormônio importante na hidratação da pele pois estimula a produção de gordura, através das glândulas sebáceas, mantendo a pele macia e saudável. Além disso, o estrogênio estimula a produção de colágeno, tornando a pele mais elástica e firme.

O que fazer: é importante consultar o dermatologista para indicar o melhor tratamento, que pode ser feito com remédios que aumentem os valores do estrogênio. Além disso, é necessário hidratar a pele com cremes hidratantes porque ajudam a repor a gordura da pele, impedindo que fique ressecada.

10. Diabetes
O ressecamento da pele também pode ser um sinal de diabetes, pois a diabetes pode causar lesões nos nervos que controlam a produção de gordura da pele e de suor, diminuindo a sua oleosidade e hidratação e deixando-a mais ressecada.

Além disso, a diabetes pode provocar um aumento da fome, sede exagerada, boca seca, cansaço fácil e vontade de urinar mais vezes ao dia, fazendo com que o organismo fique com menos quantidade de água e a pele se torne mais seca.

O que fazer: é importante manter a hidratação da pele com o uso de cremes hidratantes para evitar que se descame ou que desenvolva feridas, pois estas são mais difíceis de cicatrizar com a diabetes. A alimentação deve ser saudável e orientada pela nutricionista pois permite indicar quais os melhores alimentos para cada pessoa, podendo manter estáveis os níveis de açúcar no sangue.

11. Uso de alguns remédios
O uso de remédios diuréticos, como a furosemida e a hidroclorotiazida, provocam a eliminação excessiva de água do organismo, podendo deixar a pele ressecada.

Além disso, outros medicamentos que também podem levar à desidratação e ressecamento da pele são os remédios para alergia, para a pressão alta e as estatinas usadas no tratamento do colesterol alto.

O que fazer: embora alguns remédios possam provocar ressecamento da pele, não devem ser interrompidos sem indicação do médico. Assim, é importante informar o médico sobre essa alteração, para avaliar a possibilidade de trocar de medicamento ou reajustar a dose.

QUEM VIU ESTA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU:
- Publicidade -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Recent Comments