Rinite alérgica: época de redobrar os cuidados com a doença

270

Espirros, coceira, olhos lacrimejantes e outros sintomas similares são comuns nesta época do ano, principalmente para quem sofre com a rinite alérgica. Os sintomas podem ser controlados com tratamento e também através da prevenção aos fatores que desencadeiam as crises alérgicas. “A primavera pode agravar as doenças respiratórias alérgicas, como rinite, faringite e asma. Nesta época do ano, devido ao pólen que se desprende das flores, é comum que muitas pessoas apresentem coriza, espirros, dificuldade para respirar, coceira no nariz e olhos e sintomas de resfriado, que caracterizam muitas vezes uma alergia”, esclarece a médica otorrinolaringologista do Hospital da Cidade de Passo Fundo, Thais Marques da Costa.

A especialista destaca que a população deve ficar atenta nesta época do ano para evitar o contato com as substâncias alérgenas. “A rinite alérgica é a forma mais comum de rinite, uma reação imunológica causada pelo contato de agentes alérgenos com o revestimento do nariz. A atenção com as crianças deve ser redobrada por serem mais sensíveis”, orienta.

Os cuidados devem ser intensificados em ambientes que favoreçam o surgimento da rinite, seja em casa ou no trabalho. “É indicado sempre lavar roupas e lençóis com sabão neutro, eliminar tapetes, carpetes, cortinas de pano e bichos de pelúcia, manter os ambientes arejados e fazer boa higienização nasal com soluções salinas. Fazer uma avaliação antecipada com o seu otorrinolaringologista pode ajudar a prevenir as crises”, explica Thais.