Romeiros da Salette em Marcelino Ramos exortados a serem animadores de um mundo melhor

255

Com tempo extraordinariamente favorável, numerosos devotos de N. Sra. da Salette participaram de sua 84ª Romaria Interestadual em Marcelino Ramos neste último domingo de setembro, Dia Nacional da Bíblia para a Igreja Católica no Brasil e antevéspera do início do Mês Missionário Extraordinário e da Semana da Vida no País.

Desde as 05h30, no Santuário e depois na igreja São João Batista, no centro da cidade, diversos padres presidiram missas e estiveram à disposição dos romeiros para a celebração do sacramento da confissão.

Após a missa das 08h, na igreja da sede paroquial, iniciou a grande e concorrida procissão ao Santuário, onde houve missa campal, presidida pelo Coordenador Provincial dos Missionários Saletinos, Pe. Ildefonso Salvadego, concelebrada pelo Administrador Diocesano de Erexim, Pe. Antonio Valentini Neto e outros três padres saletinos, com animação de equipe de música e cantos de Concórdia.

Homilia do Pe. Ildefonso
O Coordenador Provincial iniciou sua homilia destacando que o dia, o Santuário, o local da Romaria são sagrados. Muitos devotos passaram por eles e retornaram diferentes, pois são lugares em que todos podem beber da fonte da graça divina, por meio de Maria. Como na Cruz no Calvário, na Montanha da Salette onde apareceu aos dois adolescentes agricultores Maximino e Melânia, ela aponta para Cristo, seu Filho. Todos os seus devotos são chamados a colocar-se também ao lado dos crucificados de todos os tempos. Enfatizou que hoje o Brasil e o mundo vivem graves problemas, milhões de desempregados, idosos e crianças abonados, mulheres mortas, a natureza destruída. Nessa realidade, é missão de todos serem animadores de um mundo melhor. Pe. Ildefonso lembrou o tema da Romaria, “Com Maria da Salette, enviados em missão” e o lema “vamos meus filhos transmitam isto a todo o povo”. Observou que o tema está ligado ao Mês Missionário Extraordinário, instituído pelo Papa Francisco para o mês de outubro deste ano, celebrando o centenário de um documento do Papa Bento XV sobre a grande e sublime missão da Igreja, para o qual propôs este tema: Batizados e enviados, a Igreja de Cristo em missão no mundo. O lema faz eco ao envio missionário de Cristo aos apóstolos, ide por todo mundo, pregai o Evangelho. Maria diz “vamos, meus filhos, transmiti isto a todo o povo”. Pe. Ildefonso, referindo-se à segunda leitura da missa, de São Paulo sobre a vida nova em Cristo, ressaltou que a missão de todos é serem embaixadores da reconciliação, aqueles que irradiam clareiras nas trevas do mundo. Enfatizou que o Papa Francisco convoca a todos a saírem da comodidade, a serem Igreja missionária, que se coloca junto aos sofredores, dos que buscam a superação de tudo o que vai contra a vida. Sugeriu a todos abraçar alguns projetos: a juventude, as vocações, a preservação da natureza que clama por cuidado, as missões, no espírito do Mês Missionário Extraordinário e da Assembleia do Sínodo dos Bispos para a Amazônia, em busca de novos caminhos para a Igreja naquela região e para uma ecologia integral. Concluiu sua reflexão com exortação à confiança em Deus e a uma decisão firme pela vida segundo os princípios do Evangelho.

Mensagem do Administrador Diocesano de Erexim
A convite do Pe. Ildefonso, antes da bênção final da missa, Pe. Antonio Valentini Neto, Administrador Diocesano na vacância episcopal, ressaltou a importância da presença de cada romeiro e romeira na animação comum da fé; manifestou apreço, estima e reconhecimento à presença e ação dos missionários saletinos na Diocese e em muitos lugares do Brasil; transmitiu a saudação de Dom José Gislon, agora Bispo de Caxias do Sul, que lhe enviou em telefonema durante a semana; solicitou a todos os presentes e sintonizados com a celebração pelos meios de comunicação, mas em particular aos membros da Diocese de Erexim especial oração pela eleição do novo Bispo e pelas necessidades da própria Diocese; exortou os diocesanos a viverem este tempo em redobrada comunhão e participação mantendo a Diocese em contínuo crescimento até a chegada do novo Bispo. (Com fotos do noviço saletino José Herbert Oliveira)