Três Arroios cria Conselho Municipal de Turismo

117

Com o objetivo de fomentar a atividade turística e o desenvolvimento das potencialidades do município, a Administração Municipal de Três Arroios criou o Conselho Municipal de Turismo (CMTTA). A primeira reunião do Conselho foi realizada na segunda-feira, 16 de julho na Prefeitura.

Através da Lei Municipal Nº 2.477, de 09 de julho de 2018, aprovada pelos vereadores e assinada pelo prefeito Lirio Zarichta, a partir de agora o Turismo passa a ter um órgão oficial, vinculado a Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Indústria, Comércio e Serviços.

O Conselho Municipal de Turismo será constituído de sete membros titulares e sete suplentes. Os membros integrantes e respectivos suplentes serão indicados: um representante da Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Indústria, Comércio e Serviços; um representante da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto; um representante da Secretaria de Agricultura, Abastecimento; um representante do Escritório da EMATER/ ASCAR; um representante da ACCITA (Associação Comercial, Cultural e Industrial de Três Arroios) um representante da Escola Estadual de Ensino Médio Nossa Senhora de Lourdes; um representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Três Arroios.

Os membros do Conselho Municipal de Turismo não serão remunerados, sendo considerada atividade de relevante interesse público.

Para o prefeito Lirio Zarichta, “o Conselho foi criado para contribuir com a política municipal do turismo, de interesse do desenvolvimento sustentável, econômico, social e ambiental do município”.

O secretário municipal de Turismo, Laércio José Tubin, esclarece que a criação do conselho é uma exigência legal de acesso a recursos estaduais e federais ou áreas afins, bem como uma necessidade para políticas de Turismo no município. Segundo o secretário, “o município possui um potencial muito grande na área de Turismo, além do Balneário Termas, apresenta outros locais que poderão ser melhorados para rotas turísticas rurais. Apresenta diferenciais históricos como a Igreja, a Casa de Cultura, que são cartão postal para nossos visitantes, bem como para as pessoas que residem aqui. Enfim o conselho é um instrumento que irá discutir e propor alternativas para viabilizar o turismo em nosso município, bem como regionalmente. A sociedade poderá participar mais ativamente com sugestões e proposições que virá em benefício de todos”, concluiu o secretário Laércio.