Chuva prejudicou 5 mil produtores de leite no Rio Grande do Sul

0
591

A produção de leite foi uma das atividades mais afetadas pela chuva registrada no mês de julho no Rio Grande do Sul. Levantamento realizado pela Emater mostra que cerca de 5 mil produtores foram impactados e que 310 mil litros de leite deixaram de ser produzidos por dia devido aos alagamentos e ao excesso de umidade, em torno de 3% do volume total. É que essas condições dificultam a colocação dos animais no pasto para alimentação. O estresse causado pelo confinamento dos animais também interfere na produção.

Prejuízos acumulados nas folhosas e nos hortigranjeiros também são significativos: entre 20% e 50%. No trigo, principal cultura de inverno, as perdas chegam a 5%.

– Passamos esse relatório ao grupo de emergência do governo estadual. A cada dia os números mudam – explica Tarcísio Minetto, secretário do Desenvolvimento Rural, pasta à qual está vinculada a Emater.

Para os produtores que tiveram prejuízos e que contrataram o seguro do Proagro, a orientação é que entrem em contato com a Emater, responsável pela elaboração dos laudos que comprovam os prejuízos.