Criminosos explodem agência do Banrisul em Erval Grande e trocam tiros com a polícia

0
596

Moradores de Erval Grande acordaram, na madrugada deste sábado (29), com um forte barulho de rajadas de metralhadoras, fuzis e escopetas, seguido por explosões que provocam tremor na cidade.

De acordo com relatos de testemunhas, um grupo formado por cerca de dez assaltantes explodiu a agência do Banrisul na cidade utilizando dinamites e trocou tiros com soldados da Brigada Militar do munícipio que tentaram impedir ação criminosa.

Conforme relatos de moradores, a quadrilha chegou na agência por volta das 2h e posicionou dois homens armados nas laterais do banco para impedir a chegada da polícia. Após a explosão da dinamite, a viatura do policiamento local se descolocou em direção ao banco e foi recebida a tiros pelos criminosos, momento em que os policiais revidaram e foram atingidos.

Tragédia
Um dos policiais, o 3º sargento João Marcelo Borges Desiderio (43), comandante do grupamento da Brigada Militar de Benjamin Constant do Sul, que foi atingido durante a troca de tiros, morreu por volta das 5h50. Ele chegou a ser socorrido e levado para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha, em Erechim, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo informações de policiais militares, o sargento, que era natural de Alegrete e pai de três filhos, estava em serviço no momento em que a quadrilha, formada por mais de dez homens, explodiu a agência bancária. Ele auxiliava no patrulhamento de cidades da região que são alvo de frequentes assaltos, principalmente a ônibus de turismo.

Na busca de impedir o ataque, Desidério e o 3° sargento Valdecir Golfetto trocaram tiros com os criminosos, momento em que policial foi atingido por dois tiros de fuzil no abdômen. Ele foi atendido no hospital de Erval Grande e transferido em estado gravíssimo para Erechim.

O 3° sargento Valdecir Golfetto, que estava na viatura, não se feriu, mas ficou em estado de choque e precisou ser levado ao hospital.

Polícia busca por assaltantes
Efetivos da Brigada Militar de toda a região estão mobilizados em alerta máximo nas buscas para encontrar os criminosos, que após o tiroteio teriam fugido em uma caminhonete S-10 de cor branca em direção as cidades de Itatiba do Sul e Barra do Rio Azul. Eles também levaram as pistolas dos brigadianos.

Dezenas de policiais militares estão reunidos na cidade. A área em que fica o banco está isolada para perícia que deve vir da região metropolitana para avaliar os estragos.

Não há informações se os assaltantes teriam levado dinheiro da agência bancária que ficou completamente destruída.

A agência atingida pelos criminosos já havia sido alvo de um ataque neste ano. Foi arrombada no dia 29 de julho, quando assaltantes abriram os caixas eletrônicos utilizando maçaricos.