Previsão de chuva abaixo da média na primavera preocupa agricultores

0
455

A primavera, que começou na última quinta-feira (22), é para muitos a estação das cores, das paisagens e normalmente, o período do ano ideal para o plantio de grãos no Rio Grande do Sul. Mas neste ano, um alerta que vem dos meteorologistas preocupa os agricultores do estado: o cultivo do arroz, do milho e da soja está ameaçado com a previsão de chuvas abaixo da média esperada para a estação.

As culturas de grãos são as de maior importância econômica para o estado. Por isso, de acordo com a pesquisadora de agrometeorologia da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), Bernadete Radin, os agricultores têm motivos para se preocuparem.

“Uma condição de precipitação abaixo do normal, principalmente lá mais adiante, em janeiro e fevereiro, pode coincidir com os períodos críticos da cultura, que são os períodos com maior sensibilidade e deficiência hídrica”, explica.

Para prevenir a quebra da produção no futuro, os produtores podem adotar algumas técnicas. Uma delas é o zoneamento climático.

“O zoneamento é uma ferramenta que indica quais são as áreas de menor risco climático. O produtor tem que trabalhar com o escalonamento de semeaduras. Tem que pegar a área e dividir essa área e não plantar na mesma época”, esclarece Bernadete. Além do zoneamento, é orientado ao produtor plantar e semear cultivares de ciclos diferentes, pois cada um tem períodos distintos desde a sua plantação até a colheita.