10 alimentos mais recomendados por nutricionistas

49

Quando se fala em alimentação, há muitas ideias conflitantes na Internet. Por exemplo: alguns dizem que a soja é saudável; outros acham que é veneno. Alguns acham que as frutas sempre pertencem a uma dieta saudável; outros acham que são tão açucaradas que você deveria ter cuidado. Alguns acham que laticínios são péssimos; outros pensam que o iogurte grego é o néctar dos deuses.

Toda essa informação conflitante pode deixar o consumidor perdido. Há, no entanto, alguns alimentos com os quais praticamente todos os especialistas em nutrição podem concordar; alimentos que são universalmente considerados saudáveis.

Principais alimentos recomendados

1. Folhas verdes
As folhas verdes de folhas escuras como rúcula, almeirão e couve são alimentos que nenhum nutricionista pode criticar. As verduras são de baixa caloria e com muitos nutrientes. Alguns dos poderosos nutrientes que as folhas contêm são: vitaminas A, C e K, folato, potássio, magnésio, cálcio, ferro e luteína.

As folhas verdes contém altos níveis de antioxidantes, que ajudam a prevenir muitas doenças, como câncer e doenças cardíacas. A couve também é ótima para o coração, diminuindo o colesterol. Ela promove a saúde do fígado e do aparelho digestivo, e é um excelente alimento para desintoxicação.

2. Abacate
O abacate é o queridinho dos nutricionistas. Ele é rico em ácidos graxos e glutationa, que é um poderoso antioxidante. É ainda uma fonte muito forte de minerais e contém magnésio, ajudando no metabolismo da glicose (açúcar) e a nutrir os nervos e o cérebro. Também é rico em cálcio, estando por isso indicada no combate a osteoporose, ao ferro, à anemia e ajudando na formação dos glóbulos vermelhos e fósforo que, juntamente com o cálcio, ajuda na mineralização dos ossos. O abacate reduz ainda o colesterol e a pressão sanguínea e ajuda a regular o sistema digestivo. É anti-inflamatório e fornece muita energia contribuindo para uma boa saúde mental.

O abacate também é rico em L-carnitina, um aminoácido natural da família da vitamina B. Eles também têm muitas propriedades antioxidantes, que são benéficas para aumentar o metabolismo.

As gorduras monossaturadas nos abacates atuam como protetores de membrana celular. Quando as células estão protegidas dos danos dos radicais livres, elas funcionam melhor. Isso significa uma pele mais bonita, um cérebro mais rápido e mais energia.

3. Alho
O alho é outro alimento com o qual todos os especialistas em nutrição provavelmente possam concordar. O alho é verdadeiramente um dos superalimentos da natureza.

O alho é uma importante arma de combate às doenças e consegue impedir o crescimento das bactérias, incluindo o E.coli, que é uma bactéria que habita no intestino e que pode causar infeções. Possui um poder anti-inflamatório e ajuda a diminuir os níveis da pressão sanguínea e do colesterol.

Ele contém alicina, um fitoquímico que tem muitas propriedades medicinais. O alho é ótimo para combater vírus, bactérias ruins e fungos. De fato, foi provado que diminui o comprimento do resfriado comum.

4. Linhaça
A semente da linhaça triturada é rica em ômega 3 e traz enormes benefícios ao corpo humano. Diversos estudos têm mostrado efeito cardioprotetor da farinha de linhaça, por ser rica em ômega-3, promovendo o aumento do HDL (bom colesterol) e a redução do LDL e triglicérides.

Minerais como magnésio, manganês, fósforo e zinco não faltam em sua composição, bem como fibras. Melhora o funcionamento intestinal, previne câncer, auxilia no controle de inflamações no organismo e protege a saúde.

5. Castanhas
A castanha-do-pará é rica em selênio e protege o cérebro de doenças degenerativas. Além do cérebro, a tireoide funciona melhor quando o selênio está em cena. Devido à forte ação antioxidante, não é de espantar que o nutriente ainda seja associado à prevenção de doenças cardíacas. A castanha acumula gordura insaturada, versão que contribui para a queda dos níveis de colesterol ruim no sangue.

As nozes são os melhores frutos secos em dietas para regular o colesterol, porque são os mais ricos em ácidos gordos e ómega 3. É facto comprovado que este último melhora o humor e ajuda na prevenção do câncer.

A amêndoa é um tipo popular de castanha. Ela é rica em vitamina E, antioxidantes, fibras e magnésio. Estudos mostram que as amêndoas podem ajudar a perder peso, e proporcionar benefícios impressionantes para a saúde metabólica.

6. Salsinha
Outro tempero de gosto ímpar e cheirinho inconfundível, a salsinha não apenas melhora o sabor de qualquer prato, mas também é repleta de vitaminas essenciais à saúde dos seus ossos e dos seus sistemas nervoso e imunológico também. A salsinha é conhecida, ainda, por seus efeitos anti-inflamatórios.

Em termos de minerais, a salsinha contém minerais como ferro, cálcio, fósforo, magnésio, cobre, zinco, potássio e enxofre. Devido ao alto teor de ferro é especialmente recomendada para pessoas que sofrem de anemia. Contém vitamina C, Vitaminas B1, B2 e B6.

Além disso tudo, contém clorofila, fibras e possui propriedades antibacterianas e antioxidantes. Contém um flavonoide chamado apigenina, que atua como um agente anti-inflamatório. A salsa é também antineurálgica devido a uma substancia chamada apiol, oleosa e muito utilizada para curar febres intermitentes e neuralgias.

7. Café
O café é o queridinho de todas as manhãs. É uma bebida complexa formada a partir de diferentes componentes, como antioxidantes e substâncias benéficas.

Entre os motivos está sua riqueza nutricional, com destaque não apenas para a cafeína, famosa por seu efeito estimulante, mas também pela alta concentração de polifenóis – antioxidantes que impedem, ou ao menos diminuem, a ação dos radicais livres, que prejudicam o equilíbrio celular. Segundo recentes descobertas científicas, o café tem diversas propriedades que contribuem para a prevenção de doenças e promoção do bem-estar.

O ideal é comprar o café em grãos e moer em casa. Deve ser orgânico e sem adição de açúcar, e não deve ser consumido em exagero.

8. Morango
É difícil encontrar alguém que não goste de morangos, e a boa notícia é que, além de saborosa, essa fruta é uma ótima fonte de vitamina C e de outras substâncias que fazem bem à saúde dos ossos e ao metabolismo. Morangos são ricos também em antocianinas, que fazem muito bem ao coração.

Possuem grande quantidade de flavonoides, antioxidantes que previnem o envelhecimento precoce das células. Evita também o aparecimento de câncer e a oxidação do LDL (colesterol considerado ruim quando em excesso) que pode gerar a ‘placa de ateroma’ ou aterosclerose nas artérias, que causam o infarto e o derrame cerebral

Morangos são altamente nutritivos, e contém baixas calorias e carboidratos. Eles estão cheios de vitamina C, fibras e manganês, e estão, sem dúvida, entre as mais deliciosas comidas existentes e não poderia faltar na lista de alimentos saudáveis, especialmente os orgânicos.

9. Chocolate amargo
Como as nutricionistas sabem que ninguém vive sem um docinho, sempre indicam o chocolate. O cacau possui gorduras boas e polifenois. Ajuda a reduzir a pressão arterial e a diminuir o mau colesterol e a aumentar o bom. Além disso, é diurético e rico em vitaminas e minerais.

O chocolate é rico em flavonoides, que ajudam no bom funcionamento do sistema circulatório e diminuem a pressão sanguínea. Ainda tem altas concentrações de magnésio, mineral de importância alta em mais de 300 processos biológicos do organismo. Para ser benéfico o chocolate deve conter pelo menos 70% de cacau.

10. Limão
Seja no suco, como tempero e até na sobremesa, o limão é versátil e saboroso, encaixando em diversos momentos da nossa alimentação. É uma fruta rica em vitamina C, importante para um bom funcionamento do sistema imunológico. Também é fonte de cálcio, magnésio, ferro, cobre e iodo que equilibram o nosso organismo.

A água com limão pode ajudar a aliviar sintomas de indigestão e constipação por conter uma grande quantidade de fibras, além de ajudar a alcalinizar o sangue. Os flavonoides cítricos encontrados no limão podem ajudar a impedir o crescimento de células cancerígenas e têm poder anti-inflamatório.