16.5 C
Aratiba
sexta-feira, 24/maio
Player de Áudio Responsivo
InícioGeralBatendo recorde, março de 2024 foi o mês que mais registrou mortes...

Batendo recorde, março de 2024 foi o mês que mais registrou mortes por dengue desde o ano 2000

665 mortes causadas por dengue foram registradas no último mês, numa média de 20 óbitos por dia

Entre 1º de março e 1º de abril, o Brasil registrou 665 mortes causadas por dengue, numa média de 20 óbitos por dia. Segundo dados do Ministério da Saúde, esse é o maior número registrado durante esse mês desde 2000, quando a pasta começou a contabilizar os casos.

Além disso, em 19 dos 24 anos apurados, o país teve menos mortes do que o que foi registrado apenas este mês. Desde o começo do ano, 991 mortes foram confirmadas e outras 1.483 estão sob investigação.

O recorde de óbitos é de 2023, com 1.072, seguido por 2022, com 1.053. O mês com mais mortes no último ano foi abril, quando aconteceu o pico da doença e foram registradas 285 mortes.

Segundo a ministra da Saúde, Nísia Trindade, as mudanças climáticas e a circulação de mais sorotipos da doença justificam a alta de casos da dengue no país nos primeiros meses. Ela explica que o Brasil vive uma “situação atípica” por registrar muitos casos no começo do ano e em cidades que normalmente não sofrem com a doença.

Os anos que tiveram mais óbitos por dengue, além de 2023 e 2022 já citados, são 2015, com 986; 2019, com 820; e 2016, com 701.

O Brasil bateu o recorde de número de casos, anteriormente de 2015, no dia 18, com 1.889.206 diagnósticos confirmados. Na última terça-feira (02), foi contabilizado 2.624.300 casos prováveis.

A faixa etária que mais registra casos de dengue é de 20 a 29 anos, com mais de 495 mil casos, o que representa quase um em cada cinco casos. Na separação por gênero, as mulheres são a maioria a contrair a doença (55,4%).

QUEM VIU ESTA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU:
- Publicidade -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Recent Comments