21 C
Aratiba
domingo, 14/abril
Player de Áudio Responsivo
InícioEconomiaEmpresa indiana de tratores investe R$ 55 milhões em nova fábrica no...

Empresa indiana de tratores investe R$ 55 milhões em nova fábrica no RS

Em solenidade no Salão Alberto Pasqualini, no Palácio Piratini, nesta terça-feira (20), o governador Eduardo Leite e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ernani Polo, acompanharam a apresentação de investimentos da Mahindra Rise no Rio Grande do Sul. Com foco em máquinas agrícolas, a empresa indiana investirá R$ 55 milhões para implementar sua nova unidade no município de Araricá, na região do Vale do Sinos.

Atualmente instalada no município de Dois Irmãos, a empresa completa em outubro oito anos de presença no Estado. Com a nova unidade, a previsão é que a produção no Rio Grande do Sul triplique, saltando dos atuais 2,6 mil tratores por ano para 8 mil máquinas anualmente. Além disso, a expectativa é de que, com a ativação plena da fábrica, sejam gerados até 500 empregos diretos e indiretos na região. Nos próximos cinco anos, a empresa prevê que o investimento no Estado chegue a R$ 100 milhões.

O governador Eduardo Leite ressaltou a importância dos investimentos atraídos e como a nova unidade da Mahindra demonstra o potencial do Rio Grande do Sul nessa empreitada. “A decisão da Mahindra em investir em uma nova unidade industrial em Araricá é um testemunho do potencial do nosso Estado. Os valores investidos, bem como a geração de empregos, não representam apenas números, mas efetivamente oportunidades importantes para nossos cidadãos e o desenvolvimento econômico das nossas comunidades”, apontou.

“Esse investimento destaca um ambiente de negócios favorável, que temos construído no Rio Grande do Sul. Estamos comprometidos em fornecer as condições ideais para que as empresas transformadoras prosperem e invistam ainda mais na nossa economia”, concluiu Leite.

Em seus 78 anos de atuação, a marca se destaca por ser a que mais vende tratores no mundo, sendo sua produção no Estado gaúcho voltada para veículos para a agricultura familiar. A nova fábrica possuirá uma área total de 93 mil metros quadrados. Destes, 14 mil metros quadrados são de área construída, com previsão de que seja expandido futuramente para mais de 30 mil metros quadrados.

Polo falou sobre a importância deste investimento para o Rio Grande do Sul. “Destacamos esse momento como muito especial, por essa conquista da ampliação da empresa. Fizemos um trabalho relevante e esse acolhimento do Estado foi na maior intensidade possível para que o investimento pudesse acontecer e a unidade ampliasse sua produção para além do mercado doméstico, podendo atender a toda a América Latina”, disse o secretário. “Nós aprovamos o projeto da Mahindra, por meio do Fundopem, seguindo a orientação do governo para melhorar as condições e incentivar o empreendedorismo no Estado. Além disso, buscamos apoiar de todas as formas aqueles que aqui produzem e trabalham, assim como os que desejam escolher o Rio Grande do Sul para empreender.”

O projeto da Mahindra foi um dos aprovados para receber incentivos via Fundo Operação Empresa do Estado do Rio Grande do Sul (Fundopem), com um valor de R$ R$ 51,9 milhões. O programa, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), é um incentivo à indústria que não libera recursos financeiros para as empresas, mas as apoia por meio do financiamento parcial do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incremental devido gerado a partir da sua operação.

Para o embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, a parceria entre público e privado que possibilitou à empresa se desenvolver merece ser parabenizada. “Gostaria de congratular o Estado do Rio Grande do Sul pelas equipes envolvidas no processo de fazer acontecer essa parceria e desenvolver essa nova operação. Para mim, como embaixador, minha missão principal é promover a colaboração entre Índia e Brasil. Quando falamos do sucesso da Índia, é também o sucesso da Mahindra, que são duas coisas diretamente ligadas. É também representativo do sucesso do setor privado da Índia, refletido na empresa aqui no Brasil”, afirmou.

O CEO e presidente da Mahindra Américas, Viren Popli, ressaltou a felicidade pela empresa finalmente possuir seu local próprio no Rio Grande do Sul. “Estamos aqui há oito anos. Começamos nossa história sendo locatários e agora podemos dizer que somos donos do nosso próprio espaço no Estado, finalmente fincando a bandeira da Mahindra em solo gaúcho. Operamos em uma centena de países e queríamos estar no Brasil há muito tempo, agora estamos aqui e esperamos ficar indefinidamente”, disse.

O CEO da Mahindra no Brasil, Jak Torretta, afirmou que a empresa agora entra em um novo momento, após seus oito anos de existência no Rio Grande do Sul. “Com essa nova área e o potencial do portfólio que temos no mundo, temos uma oportunidade muito grande para trazer outros produtos para o Estado, nesta mesma fábrica, expandindo nossa atuação. Nossa expectativa é de que já estaremos produzindo na nova unidade no primeiro trimestre de 2025”, pontuou.

QUEM VIU ESTA NOTÍCIA, TAMBÉM LEU:
- Publicidade -

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Recent Comments