Quase dois mil litros de agrotóxicos falsificados são apreendidos em Erechim

330

Fiscais estaduais agropecuários da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) realizaram operações de combate à venda de agrotóxicos falsificados no Estado e retiraram do mercado produtos que renderiam quase R$ 520 mil aos envolvidos.

As operações ocorreram nas regiões Central e Alto Uruguai. Em ações realizadas entre segunda-feira e quarta-feira (dias 6 a 8), foram apreendidos 2.080 litros de fungicidas falsificados e apuradas as responsabilidades dos falsários, que revendiam o produto a R$ 250,00 o litro, em média.

Ação em Erechim

Na Região Central, os fiscais, engenheiros agrônomos, lotados na Inspetoria, Dom Pedrito e Uruguaiana, identificaram 175 litros de fungicidas falsificados. Em outra frente, em Erechim, houve apreensão de 1.905 mil litros.

“A Secretaria da Agricultura reforça a importância de o produtor rural estar atento à aquisição dos insumos para a sua lavoura e orienta que, mediante qualquer indício de fraude e falsificação, acione a fiscalização imediatamente”, orienta o secretário Covatti Filho.

A ação da fiscalização começou após o recebimento de denúncias de um produtor rural que suspeitou da ineficiência do produto e enviou amostra para análise. “O produto tinha zero de ingrediente ativo, ou seja, o produtor rural estava comprando água”, diz o chefe da Divisão de Insumos e Serviços Agropecuários da Seapdr, fiscal estadual agropecuário Rafael Friedrich de Lima.

Após as ações, a Seapdr manteve contato com o fabricante do fungicida. A empresa está auxiliando na operação, tanto na rastreabilidade dos lotes quanto na análise química dos produtos apreendidos.