Exclusivo: Operação Patrola recolhe documentos em 15 Prefeituras do Alto Uruguai Catarinense

0
741

Oeste de Santa Catarina – A 3ª fase da “Operação Patrola” desencadeada pelo Ministério Público de Tangará nos últimas dias fez apreensões de documentos em todas as Prefeitura do Alto Uruguai Catarinense, exceto em Jaborá. A investigação apura supostas ilegalidades cometidas em licitação para compra de máquinas pesadas e conserto de equipamentos. Os contratos envolvem duas empresas de Chapecó que superfaturariam os equipamentos, pagando de forma ilegal recursos para gestores públicos.

As irregularidades estão sendo verificadas em pelo menos 100 Prefeituras em todo o Estado de Santa Catarina.

Na lista aparecem os municípios de Concórdia; Alto Bela Vista, Piratuba, Ipira, Peritiba, Presidente Castelo Branco, Irani, Lindóia do Sul, Ipumirim, Arabutã, Seara, Itá, Paial, Arvoredo e Xavantina. Os documentos foram recolhidos pelo Ministério Público e serão analisados a fim de verificar supostas ilegalidades.

Na 3ª fase da “Operação Patrola” foram presas cinco pessoas temporariamente. Seriam pessoas de uma empresa de Chapecó que estariam envolvidas no esquema de fraude investigado pelo Ministério Público de Tangará.