Habilitação mais cara

0
608

Quem deseja requisitar a Carteira Nacional da Habilitação (CNH) precisa correr para não pegar o novo valor de reajuste das taxas, que devem vigorar a partir do próximo dia 1° de fevereiro no Rio Grande do Sul. Como acontece sempre nessa época do ano, o aumento que ainda não foi divulgado, deve seguir a correção da Unidade de Padrão Fiscal do Rio Grande do Sul (UPF-RS). Sendo assim, todos os serviços de habilitação sofrerão ajustes.

Por isso, o Detran/RS, já informou que o cálculo prévio aponta um crescimento de 10,75% para as categorias A, B e AB, C, D, E, ACC. Atualmente para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para automóvel (categoria B), o cidadão desembolsa um total de R$ 1.989,00, no caso de motos (categoria A) o valor é de R$ 1.651,00, para as duas categorias (AB) o valor fica em R$ 3.073,00.

De acordo com o diretor do CFC Salgado Filho, Euzébio Santin, os futuros motoristas erechinenses, estão atentos à mudança no valor. “Estamos com uma procura muito grande neste mês de janeiro, um crescimento de até 40% em comparação com outros meses do ano”, ressaltou.

Boato

Na manhã de ontem (23) o presidente do Detran/RS, Ildo Mário Szinvelski, durante uma entrevista coletiva, convocada para falar sobre diversos assuntos, entre eles o aumento da CNH. Aproveitou o momento e desmentiu um boato sobre a cobrança de anuidade para o documento de indentificação de motoristas e que tomou conta de grupos de WhatsApp e redes sociais na última semana. O próprio órgão de trânsito, já havia emitido uma nota sobre o fato. “Detran/RS esclarece que trata-se de informação falsa e que não há cobrança anual”, pontuou o Szinvelski.

Segundo a mensagem falsa, um projeto de lei aprovado estabeleceria a “cobrança anual da taxa regulamentadora”, que seria cobrada de todos os condutores a partir de 1º de fevereiro de 2017. O não pagamento de tal taxa acarretaria a inclusão em dívida ativa e o cancelamento do documento. “Nenhuma dessas informações tem fundamento. Orientamos que usuário busque informações nos canais oficiais antes de compartilhar alertas desse tipo, e em caso de dúvida, procure os canais de atendimento dos órgãos públicos”, explicou o presidente do Detran/RS.

O Ministério das Cidades/Denatran também emitiu nota esclarecendo a questão. “Portadores da Carteira Nacional de Habilitação não pagam anuidade. Contamos com a colaboração de todos os veículos de comunicação para desmentir a informação, a fim de prevenir todos os cidadãos contra golpes que possam ser aplicados em nome da instituição”.