Réu é condenado a 16 anos de prisão por assassinato em Aratiba

0
1420

Pena imposta pelo Juiz deve ser cumprida em regime fechado

Em julgamento realizado nesta quinta-feira (4), o Tribunal do Júri da Comarca de Erechim, formado por três homens e quatro mulheres, considerou por maioria de votos que o réu João Maria dos Santos (35), é o culpado pela morte do eletricista Luís Antônio Sosmaier. O crime ocorreu na noite do dia 31 de julho de 2011, em uma festa ocorrida no Clube da Comunidade Bairro Rio Novo, em Aratiba/RS. A pena imposta pelo Juiz Marcos Luiz Agostini, responsável pela sentença foi de 16 anos de reclusão em regime fechado.

De acordo com o inquérito policial e denúncia do Ministério Público, o crime teria sido motivado por uma discussão entre as partes, na saída de uma festa. O desacordo teria sido iniciado pela vítima que estava insatisfeita com réu, que conforme o depoimento de testemunhas teria quebrado o vidro de seu carro, utilizando uma pedra. Durante a discussão, Santos teria pegado uma faca e atacado Sosmaier, que chegou a ser socorrido, mas faleceu na Fundação Hospitalar Santa Terezinha, em Erechim.

A sessão que iniciou por volta das 9h40, chamou atenção por conter apenas uma pessoa na plateia, à viúva da vítima. Em seu depoimento o réu confirmou ser o autor do homicídio. “Sim fui eu, mas fiz por que fiquei com medo ele tinha ido até a caminhonete e pegado algo e me ameaçado, então ele me puxou pela camisa, foi então que aconteceu”, destacou o réu.

Durante sua explanação o promotor Gustavo Burgos de Oliveira, representante do Ministério Público e responsável pela acusação, destacou que o réu cometeu o crime por motivo fútil. “Ele não tinha um motivo real para matar”, destacou o promotor.

A defesa do réu feita pelo advogado, João Bottan, destacou que Silva, agiu em legitima defesa tendo em vista que se sentiu ameaçado após uma discussão. “Ele não tinha nada contra a vítima que o tentou lhe agredir”, destacou o advogado.

O réu poderá recorrer a sentença em liberdade, pois assim respondeu ao processo.

aa1