Taxa de desemprego cai Rio Grande do Sul pela primeira vez em 2016

0
249

A taxa de desemprego caiu no Rio Grande do Sul. Foi a primeira queda de 2016. Passou para 8,2%, frente aos 8,7% do trimestre anterior.

O último recuo tinha sido registrado no último trimestre de 2015. Considerando que o fim de ano costuma ter as contratações de Natal, o que geralmente puxa o desemprego para baixo.

O resultado vem em boa hora. O mercado de trabalho era o único que não mostrava sinal algum de retomada, mesmo que os demais indicadores ainda estejam alternando dados positivos e negativos.

E não foi porque as pessoas deixaram de procurar trabalho, o que também puxaria a taxa para baixo. Na pesquisa do IBGE, houve aumento de 18 mil pessoas trabalhando. Ao mesmo tempo, queda de 30 mil no número de desempregados.

Supervisor de informações do IBGE, Ademir Koucher observa ainda que aumentou em 5,6% o número de empregadores.

– São, principalmente, pessoas que conduzem pequenos negócios e que empregam alguns funcionários.

Mas houve um aumento de 6,1% de trabalhadores sem carteira assinada. Entre os empregados com carteira, o aumento foi de 0,9%

– Isso indica precariedade do emprego.

A renda média também aumentou. Passou para R$ 2.277. É R$ 47 a mais do que no trimestre anterior.

Onde a renda é maior?

R$ 3.343

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, DEFESA, SEGURIDADE
SOCIAL, EDUCAÇÃO, SAÚDE HUMANA E SERVIÇOS
SOCIAIS

Onde a renda é menor?

R$ 922

SERVIÇOS DOMÉSTICOS

Mas…

A taxa de desemprego tem queda se compararmos com o mesmo período do ano passado. Estava em 6,8%.