16 de abril – Dia Nacional da Voz

157

A voz é uma característica humana que, além de permitir nossa comunicação, denota muitas vezes nossa personalidade e estado de espírito em determinado momento.

Chamamos de rouquidão ou disfonia qualquer alteração perceptível na voz. Na maior parte das vezes são situações temporárias e de resolução espontânea, como no caso das infecções respiratórias.

Entretanto, nos casos em que a rouquidão seja persistente, tal sintoma pode estar relacionado a alterações mais sérias, e devem ser avaliadas por médico especialista na área.

Dentre as causas persistentes, as mais comuns são os nódulos (“calos”) vocais, pólipos, cistos, papilomas e tumores.

Algumas atividades, devido à alta demanda vocal, são mais propensas a desenvolver alterações nas pregas (“cordas”) vocais. São os chamados profissionais da voz. Dentre eles podemos citar os professores, atores, cantores, operadores de telemarketing, etc..

Tais profissionais merecem cuidados e atenção redobrada, especialmente de caráter preventivo.

A doença causadora de rouquidão mais temida é certamente o câncer de laringe. O consumo de cigarro e álcool aumenta substancialmente o risco de desenvolver estes tumores.

O Dia Mundial da Voz foi idealizado em 2002 com o intuito chamar a atenção de todos para a importância do diagnóstico precoce das diversas alterações que podem acometer a laringe. Tal divulgação permite ainda que a população em geral conheça os fatores de risco e possa prevenir alterações futuras.

Responda a estas perguntas
• A sua voz tornou-se rouca ou “áspera”?
• Sente por vezes irritação, dor ou tensão na sua “garganta”?
• Nota que tem que fazer mais esforço para falar?
• Sente necessidade de pigarrear frequentemente?
• Perguntam-lhe muitas vezes se está “gripado”, quando de fato não está?
• Perdeu a capacidade de emitir sons agudos quando canta?

Conselhos para uma voz saudável
• Beba água – melhor forma de hidratar as cordas vocais;
• Não fume;
• Não esforce nem abuse da sua voz. Não grite (atenção à utilização da voz em ambientes ruidosos);
• Evite pigarrear;
• Se estiver com uma infecção respiratória (resfriado), tente falar o mínimo possível;
• Caso seja profissional da voz, procure realizar avaliações médicas preventivas. Procure orientação antes de iniciar atividade com grande demanda vocal;
• Se notar uma alteração da voz que se torne persistente, principalmente em pacientes que fumam e/ou ingerem bebida alcoólica (ex: rouquidão ou voz áspera), deve consultar o seu Otorrinolaringologista para excluir a possibilidade de um câncer de laringe.